Menu
Menu

Argentinos longe das parrillas e Minerva foca exportação

Empresa possui sete unidades no país vizinho e respondeu por 15% dos embarques em 2018

A Argentina é reconhecida por possuir uma das melhores carnes bovina do mundo e conta com uma população altamente fissurada pelo cortes bovinos, bastante apreciados nas tradicionais parrilllas (churrascarias) do país, tais como bife de chorizo (contra-filé), bife de lomo (filé mignon), tapa de cuadril (picanha), asado (costela), entre outros.

No entanto, a grave crise financeira vivida atualmente pelo país vizinho, que afeta duramente a vida cotidiana da população argentina, também derrubou fortemente o consumo local de carne bovina.

A brasileira Minerva Foods, com forte presença nos países da América do Sul, confirmou na quarta-feira, em teleconferência com analistas de mercado, que precisou mudar a sua estratégia de operação em território argentino depois do agravamento da crise econômica naquele país.

Segundo disse o CEO da Minerva, Fernando Galletti de Queiroz, as unidades da empresa presentes na Argentina direcionaram o foco para o mercado externo, diante do fraco desempenho do consumo doméstico.

Adquirida pela Minerva em 2017, a Swift Argentina é a principal comercializadora e exportadora de carne do país. A empresa mantém cinco plantas de abate e desossa, além de outras duas de produtos industrializados. Ainda de acordo com Galletti, a taxa cambial na Argentina favorece as exportações de carne bovina produzida localmente.

Em 2018, a Minerva respondeu por 15% do total de receita obtida com os embarques totais de carne bovina da Argentina.

Consumo per capita –  Em janeiro passado, o consumo de carne bovina por habitante por ano na Argentina ficou em 49,9 quilos, uma queda de 16,2% sobre o mesmo mês do ano anterior e o pior resultado para o mês desde 2011, informou o portal ámbito.com.

O aumento dos preços do produto, aliado à crise econômica vivenciada pelo país vizinho, explica o menor procura pela carne vermelha por parte dos argentinos. Entre abril de 2018 e janeiro deste ano, o preço da carne bovina aos consumidores de lá subiu 55%.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on skype
Skype
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on email
Email
Share on tumblr
Tumblr
Share on print
Print

Veja também:

Sudeste Asiático: que mercado é esse?

Coluna do Scot: Exportações brasileiras de carnes para essa região crescem rapidamente. De cinco anos para cá, as exportações de frango, carne bovina e de carne suína cresceram 32%.

Você precisa adquirir uma de nossas assinaturas.

SOBRE A MÍDIA DBO

A DBO Editores Associados, fundada em junho de 1982, sempre se caracterizou como empresa jornalística totalmente focada na agropecuária. Seu primeiro e principal título é a Revista DBO, publicação líder no segmento da pecuária de corte. O Portal DBO é uma plataforma digital com as principais notícias e conteúdo técnico dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da cobertura dos leilões de todo o Brasil.

ANUNCIE DBO

Acompanhe aqui o vídeo da edição mais recente da Revista DBO. Para ver os destaques das outras edições, basta clicar aqui.

ASSINE A REVISTA DBO

Revista DBO Ligue grátis: 0800 110618 (Segunda a sexta, das 08h00 às 18h00)

2018 DBO - Todos os direitos reservados

×

Carrinho