Conab vai realizar leilão de 50 mil t de milho no dia 14

Governo informou que espera ajudar os pequenos criadores a formar estoques do produto, para que não fiquem reféns do mercado

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) vai colocar à venda 50 mil toneladas de milho em grãos, a granel, por meio do seu sistema público de leilões eletrônicos na próxima quinta-feira, 14. A operação é uma continuidade no apoio aos criadores de animais que utilizam o produto na ração animal, informa a estatal, em comunicado.

Com esses leilões, o governo espera ajudar os pequenos criadores a formar estoques do produto, para que não fiquem reféns do mercado e sejam obrigados a adquirir o milho a custos elevados no período da entressafra. A diferença deste leilão para a comercialização feita pelo Programa de Vendas em Balcão (ProVB), é que este último tem quantidade de venda limitada por produtor. O produto ofertado está armazenado no Estado de Mato Grosso.

Continue a leitura após o anúncio

A Conab explica que os interessados em participar devem atuar nos segmentos de avicultura, suinocultura, bovinocultura, ovinocultura, caprinocultura e piscicultura e estar devidamente cadastrados no Sistema de Cadastro Nacional de Produtores Rurais (Sican) e na bolsa de mercadorias por meio da qual desejem realizar a operação.

Esta é a quarta rodada de leilões de venda de milho realizada pela Conab em apoio aos criadores. Na primeira, o milho foi arrematado principalmente por suinocultores (16,5 t) e fábricas de ração (17,3 t). Já na segunda operação, os produtores de bovinos compraram a maior parte dos lotes ofertados (22,2 t).

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Conteúdo original Revista DBO