Confinamento: como fazer um plano tático?

André Melo explica a importância e como montar o orçamento da propriedade

No último artigo desta coluna no Portal DBO enumeramos o passo a passo da gestão no confinamento. Apresentamos o planejamento estratégico de uma fazenda real, seus objetivos e orçamento, a fim de facilitar a compreensão dos conceitos. Clique aqui para acessar o conteúdo anterior da nossa coluna.

Agora, vamos falar da segunda etapa: o Planejamento Tático, que nada mais é do que o caminho para se atingir os objetivos propostos. Como vamos bater as metas colocadas no papel? Torná-las realidade? O planejamento tático vai nos dizer. E você vai aprender a montá-lo, etapa por etapa:

O Planejamento Tático é composto por:

  • Orçamento;
  • Fluxo de caixa;
  • Necessidade de capital de giro;
  • Estratégia comercial;
  • Investimentos.

Neste artigo vamos focar no orçamento, um documento muito importante que compreende a previsão de receitas, custos e despesas. O orçamento é a base do nosso negócio. O orçamento nos ajuda tanto no planejamento quanto na análise e controle das operações do confinamento. Enquanto coloca isso no papel, você, pecuarista, começa a traduzir o planejamento, cuja base são números e metas.

Recomendamos que o confinador arquitete o orçamento com as equipes gerenciais e operacionais. Desta forma o “censo de dono” pode ser compartilhado com todos.

Ressalto que tão importante quanto a construção do orçamento é a avaliação dos resultados. Neste sentido, é importante que, rotineiramente, você, pecuarista, compare o previsto x realizado.

Sabemos que o ambiente pecuário é dinâmico e que manobras são necessárias no decorrer do confinamento e o uso da gestão orçamentária ajuda o confinador na tomada de decisão.

Abaixo você acompanha o nosso case, o mesmo do primeiro artigo, e clicando na imagem tem acesso às informações bem detalhadas no Excel. Na planilha, uma primeira tabela mostra o orçamento anual do confinamento e uma segunda estratifica mensalmente os valores de custos, despesas e receitas. Baixe para ver o material completo clicando aqui ou na imagem.

Orçamento anual de uma propriedade no Pontal do Triângulo Mineiro, usada como case para ilustrar esse artigo

No próximo artigo, vamos conversar sobre o fluxo de caixa e a necessidade de capital de giro. Na minha opinião, estes temas mudam a dinâmica do jogo.

*As opiniões expressas nos artigos não necessariamente refletem a posição do Portal DBO.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on skype
Skype
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on email
Email
Share on pocket
Pocket

Veja também:

Sobre o autor

Menu
Fechar Menu
×

Carrinho

Você + Portal DBO

Cadastre-se gratuitamente em nossa newsletter e receba diariamente o melhor do agronegócio em seu e-mail.