Confinamento oferecerá bônus a mestiços Santa Gertrudis

Meta é motivar criadores a cruzamentos com a raça, visando à futura exploração de uma grife de carne.

O presidente da Associação Brasileira de Santa Gertrudis, Antonio Roberto Alves Corrêa, anunciou para junho o início da operação do confinamento montado na sede das Fazendas União Brasil, em Buri, SP. A capacidade estática é para 2 mil animais por turno.

Por sua paixão pela raça, que sustenta se basear nos dados zootécnicos do desempenho do Santa Gertrudis, especialmente em provas de ganho de peso, Alves Corrêa diz que gostaria de ter a maior quantidade possível de mestiços da raça no cocho, mas reconhece que a oferta desse produto hoje é limitada.

Continue a leitura após o anúncio

Para cumprir seu objetivo, as Fazendas União Brasil vão buscar parcerias, assegurando o pagamento de bônus a cruzados de Santa Gertudis.

Antonio Roberto Alves Corrêa falou ao Portal DBO no sábado, 13 de abril, em Tietê, SP, ao final da 35ª Prova do Concurso Novilha do Futuro, evento que tradicionalmente reúne os principais criadores da raça na sede da Fazenda Pau D’Alho, de Ellen e Carson Geld, casal de origem norte-americana que está entre os pioneiros do Santa Gertrudis no Brasil. Acompanhe a entrevista a Daniel Bilk Costa.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Conteúdo original Revista DBO