[full-banner-1170-x-134-home-geral1]

Revista DBO: Confinamentos registraram faturamento 71% maior em 2020

Benchmarking da Nutron mostra que só 22% do lucro foi em função da valorização da arroba do boi gordo; o restante, eficiência do pecuarista dentro da porteira

Por Ariosto Mesquita

O que já estava bom ficou ainda melhor. Em 2019, 44 confinamentos avaliados (somando um rebanho de 417 mil animais) obtiveram um faturamento líquido médio de R$ 507/cabeça. Em 2020, o benchmarking (estudo que mostra o desempenho individual frente à média e aos melhores do grupo) da Nutron/Cargill reuniu 71 confinamentos (608.568 bovinos) e registrou lucro médio de R$ 869/cabeça na análise dos 527.611 machos (53,4% Nelore), representando uma rentabilidade média de 5,48% ao mês (ante 4,61% em 2019).

Este incremento de 71,4% no resultado financeiro decorre, segundo os analistas da empresa, mais pelo desempenho dentro da porteira do que pela valorização da arroba do boi gordo. Pela primeira vez em cinco anos, o levantamento avaliou o desempenho das fêmeas. Cada uma das 80,9 mil cabeças gerou um lucro líquido médio de R$ 327,40.

Os resultados zootécnicos e financeiros do 5º Benchmarking Nutron/Cargill (confinamento em 2020) foram apresentados pelo consultor técnico nacional de bovinos de corte, Felipe Bortolotto, e pelo líder comercial de soluções digitais para ruminantes, Pedro Fonseca, no dia 19 de abril. A divulgação dos dados no começo do segundo trimestre coincide com o início da entrada dos animais para o chamado primeiro giro de confinamento em 2021.

A quantidade de animais confinados envolvidos neste levantamento representa uma amostragem de 9,8% em relação ao total de bovinos confinados ano passado no Brasil (6,2 milhões de cabeças segundo o Censo DSM de Confinamento 2020, apresentado em fevereiro).

Cada participante do benchmarking recebeu um relatório contendo o seu desempenho (seus indicadores), o desempenho dos confinamentos considerados “top 20” (os 20% de melhor desempenho) e a média geral. Uma das novidades apresentadas pela Nutron este ano foi o cálculo da efetiva origem dos lucros, feito na tentativa de corrigir uma “miopia” em interpretações que relacionam a lucratividade quase que exclusivamente com a valorização da arroba do boi gordo.

Para continuar lendo é preciso ser assinante.

Você merece este e todo o rico conteúdo da Revista DBO.
Escolha agora o plano de assinatura que mais lhe convém.

Invista na melhor informação. Uma única dica que você aproveite pagará com folga o valor da assinatura.

Se já é assinante, entre com sua conta

Você precisa adquirir uma de nossas assinaturas.
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no pocket
Pocket
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no skype
Skype
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no pocket
Pocket
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no tumblr
Tumblr
Compartilhar no print
Print

Veja também: