‘Conversa Rápida’ com Levy Campanhã, gerente de pecuária

Médico veterinário fala sobre os resultados e perspectivas para os negócios do Circuito de Leilões Fazendas Bartira no 2º semestre


Desde 2001, as Fazendas Bartira realizam leilões para a venda de bezerros destinados a pecuaristas e confinadores. Atualmente, doze unidades operam em pecuária de cria nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, alojando cerca de 20.000 matrizes e 1.000 touros em reprodução, sendo mais de 70% das matrizes passando por IATF.

Este ano, o Circuito de Leilões Fazendas Bartira está em sua 19ª edição. Na última etapa, promovida em 13 de junho, a oferta de 1.700 machos e fêmeas Nelore, 1/2 sangue Angus e exemplares tricross F1 / Santa Gertrudis, gerou receita de R$ 4,1 milhões. Até o final do ano, estão programados mais três eventos comerciais.

Continue a leitura após o anúncio

Em “Conversa Rápida” com o Portal DBO, o médico veterinário Levy Campanhã de Souza Júnior, gerente de pecuária das Fazendas Bartira, fala sobre os resultados e as perspectivas para os negócios em 2020.

Portal DBO – Qual a sua avaliação sobre as vendas nos leilões promovidos no 1º semestre?

Levy – Já realizamos três etapas do circuito de leilões e participamos do Megaleilão Água Boa, Megaleilão Cuiabá e Mega Cruza, negociando em redor de 7.500 cabeças. Estamos conseguindo ágio em relação ao mercado com valores acima de 30%, resultado da qualidade dos produtos e da transparência nos negócios. Colocamos à venda sem se preocupar com preço mínimo, pois cada região tem seu mercado e sempre muito bem prestigiado quando apresentados nos eventos e participações.

Todas as categorias que trabalhamos tem tido ótimos resultados, com liquidez total. O mercado valoriza animais de qualidade superior e é isso que procuramos: oferecer potencial genético para qualquer sistema de produção. Percebemos nossos clientes satisfeitos, novos investidores surgindo a cada etapa e participando dos próximos eventos. São fatores que nos dão um direcionamento do trabalho que está sendo realizado.

Portal DBO – E a importância do formato virtual neste momento de pandemia?

Levy – O circuito Bartira sempre teve transmissão pelo Canal do Boi. Nas participações no Mato Grosso,  tínhamos experiência com o formato virtual. Como as etapas do circuito sempre foram presenciais, ficamos na expectativa para saber como seria o andamento dos negócios. A dinâmica de todo trabalho envolvido nos surpreendeu, sem prejuízo nas vendas.

Sabemos da importância em relação ao momento e queremos a segurança de todos. Por isso, seguimos trabalhando com normas de segurança internas adotadas nas fazendas, como uso de máscaras, álcool em gel e distanciamento social, respeitando os decretos sanitários de cada região.

Portal DBO – Quais suas expectativas para os próximos meses e as ofertas de gado comercial até o final do ano?

Levy – Nesse atual cenário da pecuária de corte, as expectativas são boas. O mercado segue firme e com pouca oferta de animais. Programamos ofertar em 2020 aproximadamente 12.000 cabeças, mesmo patamar registrado em 2019. Sobre o faturamento, nossa previsão é de crescimento de 20% em relação ao ano passado. Até 2022, devemos aumentar nossa base de matrizes para 25 mil animais, com a expectativa de comercializar 15 mil reses.

Acompanhe os resultados dos principais pregões de todo o Brasil no Jornal de Leilões

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Conteúdo original Revista DBO