Preço da soja e do milho deve continuar pressionado em Chicago

Banco estima que nos próximos meses as cotações dos futuros de soja permaneçam abaixo de US$ 9/bushel

O Rabobank considera que os preços da soja e do milho, negociados na Bolsa de Chicago (CBOT, na sigla em inglês), devem continuar pressionados no curto prazo. A perspectiva foi divulgada no relatório trimestral de commodities agrícolas do banco de investimentos. O banco estima que nos próximos meses as cotações dos futuros de soja permaneçam abaixo de US$ 9/bushel, caso a safra sul-americana ocorra dentro da normalidade.

“O ambiente de incertezas decorrentes da indefinição da guerra comercial entre chineses e norte-americanos tem gerado limitações de ganhos em Chicago. Isso ocorre mesmo com a perspectiva de que os EUA produzam abaixo das 100 milhões de toneladas em 2019 devido à perdas pelo clima e redução de área, o que significaria retração superior à 25% frente ao observado no ciclo anterior”, assinalou o Rabobank no relatório.

Além do conflito comercial entre Estados Unidos e China, epidemia da peste suína africana (ASF, na sigla em inglês) também prejudicou as importações chinesas de grãos, que são utilizados para ração animal, destacou o banco. A projeção da instituição financeira é de que a China importe entre 80 milhões e 82 milhões de toneladas do grão em 2019, ante 88 milhões de toneladas adquiridas em 2018.

“O principal ponto é que, sem a demanda chinesa, os estoques americanos tendem a se manter elevados nesse próximo ciclo mesmo com a menor produção”, aponta o documento.

O Rabobank estima uma queda nas reservas internas de soja dos Estados Unidos, do recorde de 29 milhões de toneladas na safra 2018/19 para 21 milhões de toneladas ao fim da safra 2019/20. Diante do cenário internacional, a instituição financeira observa que a comercialização da safra 2019/20 deve ser desafiadora para os produtores brasileiros.

“A indefinição da guerra comercial e os estoques elevados na Argentina têm limitado avanços significativos nos prêmios de exportação para vencimentos próximos à colheita da safra 2019/20 no Brasil”, assinalou o banco.

De acordo com o relatório, somente o câmbio, com o dólar acima do patamar doS R$ 4,10, tem contribuído para os preços da oleaginosa no mercado local. A próxima safra brasileira também tende a ser marcada por uma margem operacional mais apertada, segundo o banco de investimentos.

O Rabobank estima que a margem da safra 2019/20 fique em 30%, em comparação com 35% na média das últimas cinco safras. Para o milho, o Rabobank prevê que os preços internacionais devem ficar limitados abaixo de US$ 4/bushel, em virtude da forte competição entre países exportadores.

O banco considera que a melhoria das condições climáticas nas lavouras americanas e a consolidação de produção recorde no Brasil, Argentina e Ucrânia (principais concorrentes dos EUA, como exportadores mundiais do cereal) tende a continuar segurando a recuperação dos preços no mercado internacional.

O Rabobank pondera que, apesar de parte significativa da área de milho nos EUA não ter sido realmente semeada por causa do clima, a intenção do plantio do produtor americano era maior que a prevista anteriormente pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA).

“Assim, a perspectiva é que a área colhida nessa safra americana seja similar à do último ciclo – aproximadamente 33 milhões de hectares”, estima o banco.

No cenário interno, o Rabobank destaca a perspectiva de exportação recorde de milho, que pode atingir 37 milhões de toneladas em 2019, com a produção superando os 100 milhões de toneladas na safra 2018/19. Sobre os preços no mercado local, o banco avalia que o dólar, acima dos R$ 4,10 ajudou a limitar a desvalorização do cereal. “Essa paridade de exportação deve seguir direcionando os preços no Brasil nos próximos meses”, projeta o banco.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no pocket
Pocket
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no skype
Skype
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no pocket
Pocket
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no tumblr
Tumblr
Compartilhar no print
Print

Notícias relacionadas:

[banner-link-364-x-134-home-geral1]

[banner-link-364-x-134-home-geral2]

[banner-link-364-x-134-home-geral3]

TV DBO

A DBO Editores Associados, fundada em junho de 1982, sempre se caracterizou como empresa jornalística totalmente focada na agropecuária. Seu primeiro e principal título é a Revista DBO, publicação líder no segmento da pecuária de corte. O Portal DBO é uma plataforma digital com as principais notícias e conteúdo técnico dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Todos direitos reservados @ 2019 | Rua Dona Germaine Burchard, 229 | Bairro de Perdizes, São Paulo-SP

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
×
×

Carrinho

Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Encontre o que você procura: