Menu
Menu

Cotação do algodão cai 4% em junho, diz Cepea

Exportações da pluma caíram para 8,8 mil toneladas, 37,1% a menos do que no mesmo período de 2017

A chegada de alguns lotes de algodão em pluma da safra 2017/2018 no mercado spot, especialmente a partir da segunda quinzena de junho, e a retração de parte dos compradores consultados pelo Cepea, que aguardam a intensificação da colheita, pressionaram a cotação de algodão em pluma.

De 30 de maio a 29 de junho, o Indicador do algodão em pluma Cepea/Esalq, com pagamento em 8 dias, caiu 3,9%. Essa foi a primeira queda acumulada mensal do Indicador desde outubro do ano passado, quando a baixa foi de ligeiro 0,3%. Na primeira quinzena de junho/18, especificamente, o Indicador ainda acumulava alta de 1,1%, mas houve forte queda de 4,6% na segunda metade do mês. Somente nos últimos sete dias (entre 26 de junho e 3 de julho), a baixa chega a 5,74%, fechando a R$ 3,5262/lp na terça-feira, 3. Ainda assim, a média de junho foi de R$ 3,7561/lp, 5,41% superior à de maio/18 e 27,87% acima da de junho/17 (dados atualizados pelo IGP-DI maio/18).

Exportações

As exportações de algodão do Brasil atingiram 8,8 mil toneladas em junho deste ano, recuo de 37,1% ante o total de 14,0 mil toneladas vendidas ao exterior em igual mês do ano passado. Em receita, o País faturou US$ 16,3 milhões com o embarque da pluma em junho, montante 36,1% inferior ao de US$ 25,5 milhões registrado um ano antes.
Os dados foram divulgados nesta terça-feira, 3, pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC).
Quanto comparadas a maio deste ano, as exportações do setor em volume caíram 52,4% em volume e 51,8% em receita. Em maio de 2018, o País havia embarcado 18,5 mil toneladas e, com isso, chegou ao faturamento de US$ 33,8 milhões.

No acumulado dos seis primeiros meses de 2018, o Brasil exportou 236,4 mil toneladas de algodão, com receita de US$ 405,4 milhões. O preço médio da tonelada de algodão exportada em junho foi de US$ 1.847,20, ante US$ 1.826,20 no mês anterior e US$ 1.829,00 em igual período de 2017.

Fonte: Cepea e ESTADÃO CONTEÚDO.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on skype
Skype
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on email
Email
Share on tumblr
Tumblr
Share on print
Print

Veja também:

[banner-link-364-x-134-home-geral1]

Sustentabilidade é isso aí…

Hélio Casale destaca os esforços do agricultor na busca pela sustentabilidade e os principais temas abordados no 3º Fórum de Agricultura Sustentável

[banner-link-364-x-134-home-geral2]

[banner-link-364-x-134-home-geral3]

SOBRE A MÍDIA DBO

A DBO Editores Associados, fundada em junho de 1982, sempre se caracterizou como empresa jornalística totalmente focada na agropecuária. Seu primeiro e principal título é a Revista DBO, publicação líder no segmento da pecuária de corte. O Portal DBO é uma plataforma digital com as principais notícias e conteúdo técnico dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da cobertura dos leilões de todo o Brasil.

ANUNCIE DBO

Acompanhe aqui o vídeo da edição mais recente da Revista DBO. Para ver os destaques das outras edições, basta clicar aqui.

ASSINE A REVISTA DBO

Revista DBO Ligue grátis: 0800 110618 (Segunda a sexta, das 08h00 às 18h00)

2018 DBO - Todos os direitos reservados

×
×

Carrinho