Dia a dia do mercado pecuário em 16 de maio

Preços estáveis na maioria das praças pecuárias do país. Veja notícias desta quinta-feira

Preço do boi gordo estável na maioria das praças pecuárias

Na quarta-feira, o mercado do boi gordo ficou estável em grande parte das praças pecuárias brasileiras, informa nesta manhã de quinta-feira a Scot Consultoria.

A arroba teve queda em apenas três delas, como em Redenção, PA, onde a desova de boiadas favoreceu a indústria compradora, que ofereceu preços abaixo das referências.

Continue a leitura após o anúncio

Nessa região, o valor do boi gordo recuou 0,7% ontem, na comparação com o dia anterior – desde o início do mês a retração foi de 2,5%. “A praça de Redenção teve a maior queda de preço desde o começo de maio, entre todas as regiões pesquisadas”, informa a Scot.

Na região do Norte de Minas Gerais, ontem também houve desvalorização no valor da arroba – um recuou diário de R$ 1/@, para R$146,50/@, a prazo, livre de Funrural.

Preços futuros avançam nesta semana, para R$ 162,60/@

Se na quarta-feira o Indicador do boi gordo Esalq/B3/Cepea andou de lado, cotado a R$ 154,90/@, à vista em São Paulo, no mercado futuro as cotações continuaram subindo.

Ontem, segundo informa a Agrifatto, o contrato do boi gordo com entrega para outubro (pico da entressafra) atingiu R$ 162,60/@, ou seja, 5% acima do valor registrado atualmente no mercado físico.

Ainda na bolsa de mercadoria B3, o vencimento para maio avançou ontem 0,23% e fechou em R$ 153,15/@. Os contratos para junho e julho encerraram o dia em R$ 153,95/@ (+0,85%) e R$ 156/@ (+0,97%), respectivamente.

Spread da indústria volta a recuar com baixo consumo

O menor consumo no mercado doméstico pressiona para baixo as cotações da carne bovina do atacado brasileiro. A carcaça casada bovina recuou 0,71% ontem, em São Paulo, no comparativo diário, e está cotada em R$ 10,42/kg, relata a Agrifatto.

Com isso, no período de uma semana, o spread (diferença de preços entre a carne bovina no atacado e a arroba do boi gordo), passou de 2,61% para 0,90%, informa a consultoria

Busca pelo gado demonstra sinais de arrefecimento, diz FNP

As largas escalas de abate dos frigoríficos estão se estendendo para o final do mês de maio e começo de junho, relata nesta tarde de quinta-feira a Informa Economics FNP.

Diante disso, a demanda pelo boi gordo demonstra sinais de arrefecimento, diz a consultoria.

“A entrada na segunda quinzena do mês deve trazer um período de maior cautela nas indústrias, já que o consumo interno da proteína bovina ainda se encontra muito instável e em situação de provável baixa”, ressalta a FNP.

Indústria de SP desacelera compra de boiadas em Estados vizinhos

Com as suas escalas de abate preenchidas, garantindo tranquilidade até o fim do mês, os frigoríficos de São Paulo reduziram as suas buscar por boiadas na capital paulista e nos Estados vizinhos, relata a Informa Economics FNP.

“Com isso, os valores pago na arroba do boi em diversas praças do MS e MT perderam sustentação, e hoje reagiram em queda, já que ainda há um bom contingente de gado a ser negociado com a proximidade do fim do período de águas”, informa a FNP.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Revista DBO – Saindo na frente

Confira a edição de setembro, que traz o “Especial de Genética e Reprodução” com 7 reportagens exclusivas, além de outras 21 reportagens e análises sobre o mundo da pecuária

Revista DBO – Saindo na frente

Confira a edição de setembro, que traz o “Especial de Genética e Reprodução” com 7 reportagens exclusivas, além de outras 21 reportagens e análises sobre o mundo da pecuária

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Conteúdo original Revista DBO