Menu
Menu

Dia a dia do mercado pecuário em 18 de abril

Escalas de abate avançam e indicador do boi gordo devolve ganhos. Confira as principais notícias desta quinta-feira

Preço do bezerro recua no MS

O Indicador Bezerro Esalq (animal Nelore, de 8 a 12 meses) fechou a quarta-feira com queda diária de 1,4% no Mato Grosso do Sul, para R$ 1.236,62, segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).

Em boletim desta quinta-feira, a Scot Consultoria chama a atenção para o menor poder de compra dos recriadores/invernistas nas relações de troca “boi gordo versus bezerro” nas regiões pecuárias do Pará.

Segundo a consultoria, a cotação do bezerro desmamado registra valorização de 12,5% no acumulado deste ano, enquanto o valor do boi gordo teve alta de 5,1% no mesmo período. Sendo assim, atualmente, com a venda de um boi gordo de 16,[email protected], compra-se 1,91 bezerro de desmama ([email protected]). No início do ano, era possível comprar 2,05 bezerros na mesma condição.

Por outro lado, a relação de troca com as categorias mais eradas melhorou para os recriadores e invernistas do Pará, informa a Scot. A troca com o boi magro, por exemplo, teve uma alta de 3,6% desde o início do ano e, atualmente, com a venda de um boi gordo (16,[email protected]) compra-se 1,35 boi magro.

Escalas de abate têm aumento 25% em SP e MT

Os frigoríficos conseguiram aumentar as programações de abate nos últimos dias e, na média dos Estados levantados pela consultoria Agrifatto, atendem a 6,7 dias.

Em São Paulo e Mato Grosso, por exemplo, a alta foi de 25% no comparativo semanal e as escalas atendem a 9 e 6,5 dias, respectivamente, segundo a consultoria.

Preços do boi recuam e voltam aos patamares de março

O Indicador Esalq/B3 do boi gordo (praça paulista, valor à vista) fechou com queda diária de quase 2% ontem, para R$ 154/@, segundo dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq/USP).

Como o novo recuo, os preços da arroba do boi voltaram aos patamares de março passado, depois das fortes altas registradas ao longo da primeira quinzena de abril.

As consultorias de mercado constataram menor liquidez nos negócios nesta semana, motivada pelo avanço nas escalas de abate dos frigoríficos, além da baixa oferta de animais terminados.

“Durante esta semana as escalas de abates avançaram e permitiram aos frigoríficos trabalharem com ligeira folga para testar preços abaixo da referência”, informa a Scot Consultoria, de Bebedouro.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on skype
Skype
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on email
Email
Share on tumblr
Tumblr
Share on print
Print

Veja também:

[banner-link-364-x-134-home-geral1]

[banner-link-364-x-134-home-geral2]

SOBRE A MÍDIA DBO

A DBO Editores Associados, fundada em junho de 1982, sempre se caracterizou como empresa jornalística totalmente focada na agropecuária. Seu primeiro e principal título é a Revista DBO, publicação líder no segmento da pecuária de corte. O Portal DBO é uma plataforma digital com as principais notícias e conteúdo técnico dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da cobertura dos leilões de todo o Brasil.

ANUNCIE DBO

Acompanhe aqui o vídeo da edição mais recente da Revista DBO. Para ver os destaques das outras edições, basta clicar aqui.

ASSINE A REVISTA DBO

Revista DBO Ligue grátis: 0800 110618 (Segunda a sexta, das 08h00 às 18h00)

2018 DBO - Todos os direitos reservados

×
×

Carrinho