Dia de campo trata da criação e manejo de búfalas da raça Murrah

Encontro organizado pela Ascribu será realizado na Cabanha da Herdade (Gravataí, RS)

A Cabanha da Herdade, localizada em Gravataí (RS), região metropolitana de Porto Alegre, será sede do próximo Dia de Campo, realizado pela Associação Sulina de Criadores de Búfalos (Ascribu).

O encontro terá como tema a criação e o manejo de búfalas da raça Murrah e a produção de leite como agregador de renda, e está marcado para iniciar às 8h do dia 30 de abril. Entre as atividades, palestras e momentos com os animais da fazenda.

Foto: Divulgação

Produtor de bubalinos desde 2004, Guilherme Aydos, proprietário da Cabanha, quer mostrar que a seleção de búfalas da raça Murrah é a mais adequada para pequenas propriedades quando o objetivo é produção leiteira.

“Vamos falar sobre qual o manejo que melhor se adapta, mostrar nossa sala de ordenha e como é o nosso manejo de pastagens”, explica.

O tema sustentabilidade também estará presente no encontro. O objetivo é esclarecer como o búfalo pode contribuir para o tripé ambiental, social e econômico.

Aydos fala que o evento também abordará o mercado do búfalo de leite e derivados, quais os nichos que devem ser explorados. “Além do gourmet, com a burrata, mas também o orgânico e o voltado para os intolerantes à proteína tipo A1”, explica.

Desirré Möller, presidente da Ascribu, ressalta que este tipo de evento traz uma experiência completa.

“Além do que é feito na cabanha, o Dia de Campo contará com a participação de integrantes do GEBU, Grupo de Estudos de Bubalinos da Ufrgs, e da Incentive Jr, uma empresa incubada na universidade federal que é formada por alunos da Agronomia e Zootecnia e presta consultoria e planejamento agropecuário, além de depoimentos de produtores”, relata.

VEJA TAMBÉM | DBO Destaca | Criadores gaúchos de búfalos reativam canal de vendas pela internet

Também estarão presentes o proprietário de um bar que introduziu a carne de búfalo no cardápio e contará como foi a resposta de seus clientes, bem como a veterinária Angela Schirmer que falará sobre a sua experiência com a geração de renda com leite de búfalas.

Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
Email

Revista DBO | Na vanguarda ambiental

VEJA mais destaques da edição de julho; na capa, Liga do Araguaia entra no “mercado verde”. Alguns produtores já recebem de R$ 250 a R$ 370/ha/ano para manter excedente florestal de pé.

Revista DBO | Na vanguarda ambiental

VEJA mais destaques da edição de julho; na capa, Liga do Araguaia entra no “mercado verde”. Alguns produtores já recebem de R$ 250 a R$ 370/ha/ano para manter excedente florestal de pé.

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.