Dólar sobe para R$ 5,43, com cenário externo

Bolsa voltou a fechar no melhor nível desde o fim de fevereiro
Foto: Gary Cameron/Reuters

Influenciado pelo cenário externo, o dólar iniciou a semana em alta. A bolsa de valores recuperou-se da queda dos últimos dias e voltou a fechar no maior nível desde o fim de fevereiro, com avanços nas pesquisas na corrida por uma vacina contra a covid-19.

O dólar comercial fechou esta segunda-feira (23/11) vendido a R$ 5,433, com alta de R$ 0,0472 (+0,88%). A divisa começou o dia em baixa, chegando a ser vendida a R$ 5,34 por volta das 11h, mas reverteu o movimento e subiu após a divulgação de que a atividade empresarial nos Estados Unidos veio acima do esperado, provocando uma corrida pela moeda norte-americana no mercado internacional.

Em novembro, a atividade das empresas nos Estados Unidos cresceu no ritmo mais rápido em cinco anos, impulsionada pela indústria. Indicadores fortes mostram que o país continua atrativo para investimentos, estimulando fluxos de capitais para a maior economia do planeta em detrimento de países emergentes, como o Brasil.

O dólar subiu em relação a outras moedas, com destaque para altas de 3,25% ante a lira turca, 1,19% contra o peso chileno e 0,45% contra o iuan chinês.

No mercado de ações, o dia foi marcado pela euforia. O índice Ibovespa, da B3, fechou esta segunda aos 107.379 pontos, com alta de 1,26%. O indicador está no maior nível desde 21 de fevereiro, quando tinha fechado aos 113 mil pontos.

A bolsa subiu após a divulgação da notícia de que a vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e pela companhia AstraZeneca tem eficácia média de 70%, podendo chegar a 90% se for aplicada meia dose na primeira injeção. O Ministério da Saúde brasileiro tem acordo com a AstraZeneca para comprar e produzir doses da vacina.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Sou pecuarista e esse frigorífico é meu

Leia a Revista DBO que encerra o ano de 2020. Ela conta a mais nova façanha da Cooperaliança, a primeira cooperativa a verticalizar a cadeia da carne bovina, além de trazer outras 25 reportagens e artigos.

Sou pecuarista e esse frigorífico é meu

Leia a Revista DBO que encerra o ano de 2020. Ela conta a mais nova façanha da Cooperaliança, a primeira cooperativa a verticalizar a cadeia da carne bovina, além de trazer outras 25 reportagens e artigos.

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.