Duas vacas Girolando recebem o Prêmio 100.000 Kg Melk

Essa é a primeira vez que animais da raça recebem a premiação da CRV Lagoa
Foto: divulgação.

No dia 22 de junho, a CRV Lagoa entregou o Prêmio 100.000 Kg Melk para duas vacas Girolando. Trata-se de um fato histórico, já que é a primeira premiação para animais dessa raça. O Prêmio, concedido para vacas que alcançam 100 mil kg de produção, foi entregue no estande da Central, durante a Megaleite 2018, realizada em Belo Horizonte, MG, e contou com a presença do presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Girolando, Luiz Carlos Rodrigues.

Uma das premiadas foi Esparta Windstar OG, Girolando 5/8, pertencente a Olavo Gonçalves, de Campo Florido, MG. A fêmea registrou 131.512,91 kg de leite produzido. Ela é oriunda do rebanho de Osvaldo Gonçalves (OG), criador referência da raça Girolando, cuja seleção é reconhecida pela produtividade e eficiência de seus animais, além, evidentemente, da longevidade.

A segunda premiada, com produção de 101.692,18 kg de leite, foi ICH Canela Teatro, Girolando meio-sangue, de José Renato Chiari, da Fazenda São Caetano, de Morrinhos (GO). Com mais de 30 filhas entre as Top 1.000 fêmeas do Sumário de Vacas da Raça Girolando, a vaca pertence ao criatório dos Irmãos Chiari, um dos melhores rebanhos 1/2 e 3/4 do Brasil. Consagrada mãe de matrizes e touros da raça, a vaca prova agora também a sua longevidade.

Segundo Lilian Jacinto, gerente de produto Leite Tropical da CRV Lagoa, o Prêmio 100.000 kg Melk valoriza duas das mais importantes características da produção de leite no mundo: a produtividade e a longevidade da matriz. Por isso, a CRV premia fêmeas que ultrapassam essa marca de produção na raça Holandesa. “Essa edição é especial, pois foi a primeira vez que premiamos matrizes que alcançaram essa produção no Girolando, mostrando todo o potencial da raça que mais produz leite no Brasil”, ressalta.

Fonte: Assessoria.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on skype
Skype
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on email
Email
Share on tumblr
Tumblr
Share on print
Print

Veja também:

Uma jovem pioneira

Aos 21 anos, Maria Vitória Faé Proença já é pecuarista famosa em Santa Catarina. Ela é dona da Fazenda Vitória, em Rio das Antas (207

Que modelo sucessório adotar?

Não são poucas as dúvidas das famílias rurais quando o assunto é sucessão. Além da delicadeza da questão, definir qual modelo adotar não é tarefa

Fechar Menu
×

Carrinho