[full-banner-1170-x-134-home-geral1]

É tempo de plantar pastagens de inverno

Há muitas opções de forrageiras, conforme a região do País, e técnicas de semeadura próprias para cada sistema de produção. Escolha a sua

Pastagem de inverno de braquiária ruziziensis, semeada junto com o milho e pastejada por novilhas cruzadas Angus durante o mês de julho.

Por Adilson de Paula Almeida Aguiar  –  Zootecnista, professor das Faculdades Associadas de Uberaba (Fazu); consultor associado da Consupec (Consultoria e Planejamento Pecuário), de MG, e investidor nas atividades de pecuária de corte e de leite.

Nos artigos publicados nas edições de outubro de 2019 e maio de 2020 de DBO, tratei do tema estabelecimento de pastagens perenes por meio de sementes e mudas, no período das águas. Os procedimentos apresentados naqueles artigos podem ajudar os pecuaristas a planejar o estabelecimento de pastagens no próximo período chuvoso (2020/2021), particularmente aqueles que se encontram em regiões do País onde as chuvas de primavera/verão começam em setembro/novembro e terminam em março/maio. Porém, ainda há tempo hábil para que produtores com fazendas localizadas em regiões onde ocorrem chuvas de final de verão e outono/inverno (janeiro/março a setembro) plantem as chamadas “pastagens de inverno”, como é o caso de alguns Estados do Nordeste.

Neste artigo, mostrarei como estabelecer essas pastagens. Para isso, tenho de dividir o Brasil em dois ambientes quanto aos tipos de clima: subtropical, compreendendo todos os Estados da região sul (Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul), além da parte sul de Mato Grosso do Sul e São Paulo: e tropical, no restante das regiões e Estados do País.

Continue a leitura após o anúncio

Ainda preciso caracterizar dois sistemas de produção: um de pastagens estabelecidas com espécies forrageiras tropicais e subtropicais perenes; outro de integração lavoura/pecuária (ILP). Por fim, tenho de caracterizar as forrageiras, dividindo-as em espécies adaptadas ao clima temperado (também conhecidas como forrageiras de inverno) e espécies de clima tropical e subtropical. Feito isso, vamos lá:

1) Pastagens de inverno sobressemeadas sobre pastagens perenes tropicais e subtropicais

Nesta modalidade, as pastagens perenes são exploradas solteiras entre outubro e março (estações de primavera/verão) e em consórcio com forrageiras de inverno entre abril e setembro (estações de outono/inverno). Na região Sul, essa modalidade de exploração de pastagens já vem sendo adotada pelos pecuaristas há pelo menos seis décadas. Lá têm sido usadas forrageiras como aveia, azevém, centeio, cevada, cornichão, ervilhaca, trevos, trigo e triticale, solteiras ou em misturas. Já na região tropical do Brasil, basicamente têm sido estabelecidas forrageiras como aveia e azevém, solteiras ou misturadas.

Neste artigo, vou utilizá-las para explicar como estabelecer pastagens de inverno, já que são plantadas tanto em áreas de clima subtropical quanto em tropicais do Brasil. Nas subtropicais, ocorrem chuvas de outono/inverno e essa condição possibilita o estabelecimento de pastagens de inverno sem a necessidade de irrigação. Por outro lado, nas tropicais, as estações de outono/inverno coincidem com a seca, então, para estabelecer esse tipo de pastagem, é preciso irrigar. Neste sistema em questão (irrigado), a semeadura é feita entre início de abril e início de junho, idealmente em abril para ter um período maior de uso da pastagem de inverno. O plantio pode ser feito por meio de:

Para continuar lendo é preciso ser assinante.

Você merece este e todo o rico conteúdo da Revista DBO.
Escolha agora o plano de assinatura que mais lhe convém.

Invista na melhor informação. Uma única dica que você aproveite pagará com folga o valor da assinatura.

Se já é assinante, entre com sua conta

Você precisa adquirir uma de nossas assinaturas.
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no pocket
Pocket
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no skype
Skype
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no pocket
Pocket
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no tumblr
Tumblr
Compartilhar no print
Print

Veja também: