Em carta a Guedes, Abrava pede isenção de PIS/COFINS e Cide sobre combustíveis

Em documento, a entidade cita a tributação nos Estados - como o ICMS
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Associação Brasileira dos Condutores de Veículos Automotores (Abrava) encaminhou ofício ao ministro da Economia, Paulo Guedes, pedindo que sejam zerados PIS/Cofins e Cide sobre os combustíveis. “Hoje umas das mais preocupantes questões para quem trabalha com o transporte é o valor do combustível, pois ele leva parcela considerável do valor que o motorista recebe mensalmente, além de aumentar drasticamente o valor dos produtos e serviços ao consumidor, que é o seu destinatário final”, diz o documento assinado pelo presidente da entidade, Wallace Landim, o Chorão.

A Abrava cita a tributação nos Estados, como o ICMS. “Em fevereiro de 2020 o presidente, Jair Bolsonaro, declarou zerar os impostos federais dos combustíveis (PIS/Cofins e Cide), caso os Estados membros zerassem o ICMS. Ocorre que os Estados não aderiram ao “desafio presidência” deixando quem trabalha com o transporte em situação de penúria, cabendo neste momento ao governo federal ter a iniciativa de melhorar a vida dos brasileiros que transportam os nossos bens mais preciosos”, afirma a entidade no documento.

Para piorar a situação do setor, reforça a Abrava, a Petrobras aumentou em 5% o diesel e a gasolina, “o que terminará de degolar financeiramente estes trabalhadores”.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

As apostas são altas para o futuro da produção de carne no Brasil. Veja o que dizem as lideranças ouvidas para o Especial Perspectivas 2021 do Anuário DBO. Assista:

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.