Empresa cria catálogo internacional de sêmen de raças tropicais

Publicação visa atender crescente demanda asiática e africana pela genética brasileira

De olho na crescente demanda internacional pela genética bovina brasileira, sobretudo em gado de leite, a Semex Brasil acaba de lançar um catálogo em inglês com mais de 30 reprodutores das raças de corte Brahman, Brangus, Nelore e Senepol, e das de leite Gir Leiteiro, Girolando, Guzerá e Sindi.

A publicação apresenta dados sobre a genealogia e a avaliação genética de touros com grande procura em parte da África e da Ásia. “Esses dois mercados têm buscado a genética brasileira com o objetivo de melhorar a qualidade de seus rebanhos. Mas não havia no Brasil um material em inglês desenvolvido especialmente para os produtores estrangeiros e nem com material genético específico para as necessidades dessas regiões”, explica Mário Karpinskas, gerente de Exportação da Semex Brasil.

De acordo com dados da Associação Brasileira de Inseminação Artificial (Asbia), as vendas internacionais de sêmen cresceram 21,3% no primeiro semestre deste ano, sendo 101,81 mil doses em gado de leite (+23%) e 66,46 mil doses de raças de corte (+18,76%). Entre os diversos países que a Semex pretende atingir com estão Índia, Bangladesh, Paquistão, Filipinas, Vietnã, Quênia, Zâmbia, Zimbabue. A maioria deles já tem protocolo sanitário com o Brasil para importação de sêmen. Os demais estão em fase de negociação.

Segundo avalia Karpinskas, as vendas no segundo semestre costumam ser mais aquecidas, o que deve puxar o resultado do setor como um todo em 2019.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Sou pecuarista e esse frigorífico é meu

Leia a Revista DBO que encerra o ano de 2020. Ela conta a mais nova façanha da Cooperaliança, a primeira cooperativa a verticalizar a cadeia da carne bovina, além de trazer outras 25 reportagens e artigos.

Sou pecuarista e esse frigorífico é meu

Leia a Revista DBO que encerra o ano de 2020. Ela conta a mais nova façanha da Cooperaliança, a primeira cooperativa a verticalizar a cadeia da carne bovina, além de trazer outras 25 reportagens e artigos.

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.