Entrega de adubos seguirá fraca até abril

Movimentação tende a aumentar no período em virtude das compras da próxima safra

A movimentação de fertilizantes no Brasil deve continuar fraca até abril e concentrada no setor sucroalcooleiro, disse em nota a Scot Consultoria. Em janeiro, as entregas de adubos no País foram 6,4% inferiores às de igual mês do ano passado e totalizaram 2,44 milhões de toneladas, segundo dados divulgados na semana passada pela Associação Nacional para Difusão de Adubos (Anda).

Parte do recuo se explica pela alta demanda por adubos no primeiro semestre do ano passado, quando produtores se prepararam para uma maior área cultivada com milho safrinha no ciclo 2016/17, lembra a Scot.

Entre abril e maio, o volume do insumo negociado tende a aumentar, em virtude das compras destinadas à próxima safra de grãos, a 2018/19, disse a Scot.

"Até lá não estão descartadas quedas nas cotações dos fertilizantes no mercado interno. Vai depender do dólar (ante o real) e do cenário de preços de adubos no mercado internacional", avaliou a consultoria. "No mercado internacional, o quadro é de oferta mais ajustada e preços firmes desde meados de 2017", acrescentou a Scot.
 

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.