EUA preveem quadro otimista para exportações de carnes

Avanço nos embarques em 2020 será estimulado sobretudo pela China e Japão, prevê federação

O presidente da Federação de Exportação de Carne dos Estados Unidos (USMEF, na sigla em inglês), Dan Halstrom, prevê um cenário bastante otimista para as exportações norte-americanas de carne bovina, suína e ovina.

Segundo ele, o aumento da demanda no segundo semestre de 2019, combinado com a produção doméstica recorde, coloca a indústria de carne vermelha dos EUA no caminho das exportações recordes, aponta reportagem publicada no site do South China Morning Post, jornal de língua inglesa de Hong Kong.

A USMEF estima crescimento das exportações de carne suína dos Estados Unidos em 10%, este ano, e de 13%, em 2020. “Acho que esses números são conservadores e podem ser mais altos dependendo do que ocorrer com alguns dos principais mercados no final deste ano”, afirmou Halstrom.

Espera-se que as exportações norte-americanas de carne bovina fiquem estáveis em 2019, em volume, mas a USMEF prevê um avanço de 5% em 2020.

Acordo com Japão

O presidente da USMEF disse estar muito otimista com o impacto do novo acordo comercial entre EUA e Japão, que coloca os exportadores norte-americanos de carne vermelha em pé de igualdade com os grandes concorrentes, como Austrália, Canadá e México.

“Achamos que isso (acordo) nos permitirá recuperar parte da parcela perdida nos mercados (internacionais) de carne de porco e de carne bovina”, destacou Halstrom, acrescentando: “Seremos muito agressivos em todos os principais setores”.

Mercado chinês

Com exportações norte-americanas recordes de carne suína para a China nos últimos meses de julho e agosto, Halstrom acredita que essa tendência deva continuar no restante deste ano e também no início do próximo ano.

“Mas não há dúvida de que as exportações seriam muito maiores se a nossa carne suína não estivesse enfrentando um imposto de 72% em comparação com o imposto de 12% que nossos concorrentes enfrentam”, relatou Joel Haggard, vice-presidente sênior da USMEF na Ásia-Pacífico.

Haggard diz que os EUA têm, hoje, uma participação de 13% no mercado de importação de carne suína da China (considerando o acumulado de janeiro a setembro de 2019), mas acredita que esse número pode ser muito maior.

“Os preços médios da carne suína na China subiram mais de 80% desde agosto; é um aumento incrível”, relata, completando: “Isso torna a carne suína dos EUA mais competitiva, mesmo com o imposto de 72%”, garante.

A USMEF diz que a indústria suína dos EUA pode exportar até 1,6 milhão de toneladas de carne suína para a China em 2020 se as barreiras comerciais forem removidas, em comparação com as 220 mil toneladas que os EUA enviaram em 2018.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no pocket
Pocket
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no skype
Skype
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no pocket
Pocket
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no tumblr
Tumblr
Compartilhar no print
Print

Notícias relacionadas:

[banner-link-364-x-134-home-geral1]

[banner-link-364-x-134-home-geral2]

[banner-link-364-x-134-home-geral3]

TV DBO

A DBO Editores Associados, fundada em junho de 1982, sempre se caracterizou como empresa jornalística totalmente focada na agropecuária. Seu primeiro e principal título é a Revista DBO, publicação líder no segmento da pecuária de corte. O Portal DBO é uma plataforma digital com as principais notícias e conteúdo técnico dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Todos direitos reservados @ 2019 | Rua Dona Germaine Burchard, 229 | Bairro de Perdizes, São Paulo-SP

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
×
×

Carrinho

Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Encontre o que você procura: