EUA dão três dias para agendarem inspeção de frigoríficos no Brasil

País comprometeu-se a avaliar possível reabertura à carne bovina brasileira este ano, mas deu prazo para início das inspeções

Questionada sobre a promessa de inspeção sanitária dos EUA em frigoríficos brasileiros com o intuito de reabertura do mercado americano à carne bovina brasileira, a ministra da agricultura, Teresa Cristina, disse que o prazo dado pelas autoridades do país para agendar a visita foi de três dias.

+EUA anunciam missão para avaliar reabertura à carne bovina brasileira
+Tereza Cristina: abertura dos EUA à carne bovina não tem solução pronta
+Agropecuária é alvo de impasse entre EUA e Brasil

“Ele (o secretário Perdue) ficou de, em três dias, me falar sobre a provável data da visita da missão para fazer a inspeção nos frigoríficos”, disse a ministra, em Nova York, onde cumpre uma série de compromissos oficiais nesta quarta-feira. “Acho que, em relação à carne bovina, vamos ter uma resposta, sim, de quando vão marcar a ida ao Brasil, que deve ser rápida”, completou.

A ministra detalhou ainda a cota de importação de trigo oferecida pelo Brasil aos produtores americanos. De acordo com Cristina, a medida não se restringe aos EUA, embora o país tenha “vantagens comparativas” para assumir uma boa parte desta cota.

Em relação ao pedido dos Estados Unidos de exportar carne suína para o Brasil, Tereza Cristina explicou que o governo brasileiro ainda está avaliando a parte sanitária do certificado de importação. “Não foi ainda concedida (a autorização para os EUA exportarem a carne), estamos ainda discutindo o certificado sanitário”, explicou a ministra.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Sou pecuarista e esse frigorífico é meu

Leia a Revista DBO que encerra o ano de 2020. Ela conta a mais nova façanha da Cooperaliança, a primeira cooperativa a verticalizar a cadeia da carne bovina, além de trazer outras 25 reportagens e artigos.

Sou pecuarista e esse frigorífico é meu

Leia a Revista DBO que encerra o ano de 2020. Ela conta a mais nova façanha da Cooperaliança, a primeira cooperativa a verticalizar a cadeia da carne bovina, além de trazer outras 25 reportagens e artigos.

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.