EXCLUSIVO: Ministra Tereza Cristina se reúne com congressistas europeus na próxima semana

Comitiva formada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e por deputados da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) darão esclarecimentos sobre ‘reais’ informações da sustentabilidade do agro brasileiro

O braço político do agro brasileiro terá uma agenda importante na semana que vem. A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, e integrantes da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) passarão a semana em Portugal para uma série de conversas com parlamentares europeus.

A notícia da viagem foi revelada ao Portal DBO pelo deputado federal (MDB-RS) Alceu Moreira, presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA). Segundo ele, será a primeira missão internacional do agro pós-pandemia.

Ministra da Agricultura, Tereza Cristina. Foto: Divulgação/MAPA

O objetivo do encontro é desfazer o mal entendido que está prejudicando o avanço do acordo entre os blocos Mercosul e União Europeia. Nessa quarta-feira (7/10), o acordo fechado no ano passado – e palco de uma negociação de 20 anos –, teve mais um capítulo tumultuado, com a exigência dos europeus de um comércio que passe pelo mesmo controle de qualidade, equivalência de leis trabalhistas e padrões de sustentabilidade da cadeia de produção de seu bloco.

“Isso é um jogo político e não uma olimpíada. Os europeus estão disputando por um espaço com um país como o Brasil, que vai alimentar 2 milhões de pessoas dentro de dez anos”, diz Moreira.

Sem notícias ou informações falsas

O tom diplomático será a tônica de todas as reuniões e conversas e terá um trunfo do País. O plano é apresentar dados reais sobre a sustentabilidade do agro brasileiro.

Alceu Moreira, deputado federal (MDB-RS) e presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA)

Segundo Moreira, é fato existir um temor de que os produtos do agro nacional se tornem cada vez mais competitivos nas terras europeias. Mas também estão entre as causas que minam o acordo a cada dia as inúmeras informações falsas que circulam no continente europeu.

O congressista brasileiro afirma que não vai ser trabalho fácil e que dependerá de um grande trabalho de recuperação de imagem, daqui para frente, não só do governo federal, mas de todo produtor brasileiro. “O produtor ainda não botou na cabeça que a comunicação tem de fazer parte do custo de sua produção”, afirma Moreira.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.