Exportação de café solúvel cresce 35% em maio, diz Abics

Vendas brasileira de café solúvel alcançaram 326.172 sacas de 60 kg. Segundo Associação, Brasil registra uma recuperação dos embarques do segmento no ano
Foto: Visual Hunt

A exportação brasileira de café solúvel alcançou 326.172 sacas de 60 kg em maio, representando aumento de 35,18% na comparação com o mesmo mês de 2018. Com o resultado, o País registra uma recuperação dos embarques do segmento no ano, segundo informa a Associação Brasileira da Indústria de Café Solúvel (Abics).

A receita obtida com os embarques de café solúvel em maio foi de US$ 47,6 milhões, aumento de 21,49% na comparação com o quinto mês de 2018. No acumulado do ano, até maio, os embarques com o produto somam 1,50 milhão de sacas, em comparação com 1,39 milhão de sacas. A receita cambial atingiu US$ 220,1 milhões no acumulado dos cinco meses de 2019.

Continue a leitura após o anúncio

Para a Abics, o próximo desafio ao segmento é a evolução no mercado interno. “Em volume, as remessas apresentaram resultados excelentes no primeiro bimestre, mas fraco desempenho no segundo. O mês de maio, porém, foi de ótimo desempenho, que proporcionou uma alta de 8,42% no acumulado dos cinco primeiros meses do ano na comparação com o volume exportado de janeiro a maio do ano passado, que foram enviadas a 94 países”, analisa em comunicado o diretor de Relações Institucionais da entidade, Aguinaldo Lima.

Segundo ele, mantido o bom desempenho das exportações, a meta de crescimento de volume, prevista pelas indústrias em 5% para este ano, será atingida com certa folga. “Isso significa que o café solúvel do Brasil vem ganhando espaço de concorrentes e atendendo à demanda de crescimento do consumo mundial dessa bebida no mundo, que é próximo de 3% ao ano, sendo a Ásia o destaque dessa evolução”, explica.

Para consolidar a liderança do Brasil nas exportações, que atualmente somam cerca de US$ 600 milhões ao ano, a Abics deposita grande esperança na conclusão do acordo entre União Europeia e Mercosul, que significará a retirada de 9% de tarifa cobrada na importação do solúvel brasileiro.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Conteúdo original Revista DBO