Vendas externas de carne suína cresce 46,75% em julho

Embarques de carne suína fresca, refrigerada ou congelada somaram 90,22 mil toneladas no mês

A receita e a quantidade obtida com a exportação de carne suína em julho cresceram em relação a julho de 2019, conforme dados divulgados há pouco pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Economia.

Continue a leitura após o anúncio

As exportações de carne suína fresca, refrigerada ou congelada somaram 90,22 mil toneladas, um salto de 46,75% sobre as 61,48 mil toneladas de julho de 2019.

As vendas externas do produto geraram um faturamento de US$ 191,56 milhões no mês passado, ante US$ 140,73 milhões em igual mês de 2019, aumento de 36,12%.

O preço médio variou negativamente, saindo US$ 2.288,90/tonelada (julho/2019) para US$ 2.123,30/tonelada (julho/2020), queda de 7,23%.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Conteúdo original Revista DBO