Exportação do agronegócio brasileiro alcança U$$ 5,67 bilhões em janeiro

De acordo com a CNA, a receita obtida com os embarques representa uma queda de 1,3% em relação ao mesmo período de 2020
Foto: Ilustração/Internet

A exportação do agronegócio brasileiro alcançou US$ 5,67 bilhões em janeiro, queda de 1,3% em relação ao mesmo período do ano passado, segundo a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Em dezembro do ano passado, o faturamento das exportações agrícolas foi de US$ 7,2 bilhões. Os dados foram compilados pela CNA com base nas informações do Ministério da Economia.

Em janeiro, o Brasil embarcou 10,16 milhões de toneladas de produtos agrícolas para o exterior. No mês, a balança comercial do agronegócio teve superávit de US$ 4,4 bilhões, enquanto o saldo comercial dos demais produtos foi negativo em US$ 5,5 bilhões, de acordo com o documento

Segundo a CNA, os destaques do mês foram a exportação de açúcar de cana em bruto e milho. A venda externa de açúcar de cana em bruto teve participação de 9,5% no total das exportações e atingiu uma receita de US$ 537,1 milhões, crescimento de 35,6% em relação a janeiro de 2020. “O aumento se justifica com a quebra na safra de cana-de-açúcar na Tailândia, principal concorrente do Brasil no mercado mundial deste item”, comenta a entidade no documento, citando que o açúcar bruto foi o principal produto da pauta exportadora agrícola no mês passado com 31,7% de participação.

O milho foi o segundo produto com maior destaque, conforme o levantamento. A receita de exportações do cereal subiu 42,5% no mês passado frente a janeiro de 2020, atingindo US$ 499,9 milhões. Em seguida, completam a lista dos cinco produtos mais vendidos: carne bovina in natura (US$ 484,1 milhões, queda de 13,9%), café verde (US$ 466,2 milhões, avanço de 30,2%) e farelo de soja (US$ 449,6 milhões, alta de 28,3%).

Entre os produtos que tiveram aumento significativo no faturamento de exportações no mês passado, o documento destaca o trigo, com alta de 293,5%, passando de US$ 22,5 milhões em janeiro de 2020 para US$ 88,5 milhões em janeiro de 2021. A receita de vendas externas de etanol também registrou avanço expressivo, de US$ 43,1 milhões em janeiro do ano passado para US$ 90,9 milhões no último mês, crescimento de 110,9%.

Agro.BR

Em relação às vendas externas dos setores que participam do projeto de internacionalização direcionado para pequenos e médios empresários rurais brasileiro, o Agro.BR, destacaram-se produtos apícolas, chá, mate e especiarias.

A exportação de produtos apícolas brasileiros gerou receita de US$ 14,5 milhões em janeiro, alta de mais de 100% ante igual mês de 2020 e o melhor resultado mensal desde 2010. De chá, mate e especiarias, o Brasil exportou US$ 31,5 milhões, 32% a mais que em janeiro de 2020.

Os principais produtos comercializados foram pimenta do reino (US$ 20,9 milhões), mate (US$ 6,8 milhões) e cravo-da-índia (US$ 1,4 milhão). As exportações brasileiras de frutas somaram US$ 67,8 milhões no primeiro mês de 2021, recuo de 6,5%, enquanto a de lácteos totalizou US$ 6,4 milhões, queda de 19,9%. O setor de pescados exportou US$ 18,3 milhões em janeiro deste ano, 10% a menos que em igual mês do ano passado.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

As apostas são altas para o futuro da produção de carne no Brasil. Veja o que dizem as lideranças ouvidas para o Especial Perspectivas 2021 do Anuário DBO. Assista:

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.