Exportações argentinas de grãos resultam em receita de US$ 1,8 bilhão em fevereiro

Segundo entidades, a receita mensal foi a maior para o mês dos últimos 18 anos, com exceção de 2014, quando foi de US$ 1,892 bilhões
Foto: Reprodução

As exportações argentinas de grãos e derivados resultaram em receita de US$ 1,8 bilhão em fevereiro deste ano, alta de 122% ante igual mês do ano passado e queda de 15,4% sobre janeiro. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira pela Câmara da Indústria Oleaginosa da República Argentina (Ciara) e pelo Centro de Exportadores de Cereais (CEC), entidades que representam 40% das exportações totais argentinas.

Segundo as entidades, a receita mensal de fevereiro foi a maior para o mês dos últimos 18 anos, com exceção de 2014, quando foi de US$ 1,892 bilhões.

“Esse resultado é explicado pela alta nos preços internacionais de produtos industrializados à base de soja e de commodities em geral, além da regularização dos embarques atrasados e a liquidação de estoques para facilitar a entrada da próxima safra”, comentam as entidades, em nota.

No bimestre, a receita resultante das exportações desses produtos alcançou US$ 3,95 bilhões, montante 63% superior ao acumulado nos dois primeiros meses de 2020.

O principal produto exportado pelo setor é o farelo de soja, contribuindo com cerca de 13% do total comercializado para o exterior pelo país.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.