Exportações da agropecuária tiveram queda de 10,8% em fevereiro

No resultado geral, a balança comercial teve superávit de US$ 1,152 bilhão - resultado mais baixo para o mês em sete anos
Foto: Banco de Fotos do Porto de Itajaí

Depois de iniciar o ano com déficit, a balança comercial brasileira fechou o mês de fevereiro com superávit de US$ 1,152 bilhão. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira, 1º de março, pela Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério da Economia.

O valor é 50,4% inferior ao registrado em fevereiro de 2020, quando o resultado havia sido positivo em US$ 2,325 bilhões.

Trata-se, ainda, do menor saldo para o mês desde 2015, quando foi registrado um déficit de US$ 2,8 bilhões.

O saldo de fevereiro ficou pouco acima da mediana das estimativas do Projeções Broadcast, que indicavam superávit de US$ 1,0 bilhão, com intervalo entre US$ 242 milhões a US$ 2,6 bilhões.

No mês passado, a corrente de comércio (soma das exportações e importações) avançou 8,2%. As exportações somaram US$ 16,183 bilhões, uma alta de 3,9% ante fevereiro de 2020. Já as importações chegaram a US$ 15,030 bilhões, um avanço de 13,4% na mesma comparação.

Na quarta semana de fevereiro (22 a 28), o saldo comercial foi de superávit de US$ 1,005 bilhão.

Depois de segurar as exportações brasileiras em 2020, o setor agropecuário teve queda de US$ 15,38 milhões (-10,8%) em fevereiro. Houve crescimento de US$ 31,77 milhões (13,8%) nas vendas da indústria extrativa e de US$ 17,31 milhões (3,5%) em produtos da indústria de transformação.

Já nas importações, houve aumento de US$ 2,76 milhões (14,9%) em Agropecuária e de US$ 83,7 milhões ( 12,4%) em produtos da indústria de transformação e queda de US$ 570 milhões (-1,4%) em Indústria Extrativa.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

As apostas são altas para o futuro da produção de carne no Brasil. Veja o que dizem as lideranças ouvidas para o Especial Perspectivas 2021 do Anuário DBO. Assista:

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.