Feiras agropecuárias canceladas ou adiadas movimentaram R$ 10,8 bilhões em 2019

Saiba quais são elas e quanto cada uma movimentou no ano passado
Show Safra está na lista de eventos com restrições por conta do novo coronavírus. Foto: Suzana Machado/BW Comunica.

 

Na última semana, a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, levou ao cancelamento ou adiamento de praticamente todos os eventos agropecuários do País para os próximos meses. A DBO levantou uma lista com 34 eventos nacionais suspensos, entre exposições agropecuárias, workshops, cerimônias, fóruns e ações de pré-eventos.

Desse total, as feiras agropecuárias representam um grupo de 13 eventos, que estavam marcadas até o dia 30 de maio. No caso, a Rondônia Rural Show, entre 26 e 30 de maio. Juntas, no ano passado, 12 exposições desse grupo de feiras agropecuárias movimentaram R$ 10,8 bilhões (confira a lista abaixo).

As feiras agropecuárias são eventos que ocorrem por todo o País e movimentam bilhões com a venda de máquinas, implementos, insumos, animais, além do comércio com artesanato e atividades gerais. Já houve época, nos anos 1990-2000, que elas se aproximaram de cerca de 500 eventos.

Em um processo de amadurecimento, permaneceram no calendário as mais estruturadas. Hoje são cerca de 300 feiras, justamente as mais lucrativas e com foco em negócios locais e regionais. Mas há super feiras que se tornaram referência nacional, como é caso da Agrishow, em Ribeirão Preto (SP), da Expozebu, em Uberaba (MG) entre outras.

Saiba mais
Confira as feiras e eventos agropecuários cancelados ou adiados
Agrishow e ExpoZebu são adiadas por causa do coronavírus

Para se ter ideia, na edição de 2019, a TecnoShow Comigo realizada em Rio Verde (GO), reuniu 580 expositores, um público de 118 mil pessoas e  movimentou R$ 3,4 bilhões. A Agrishow, outro exemplo, é imbatível em público especializado. No ano passado ela reuniu 150 mil pessoas, 800 expositores e movimentou R$ 2,9 bilhões.

“Ninguém quer cancelar um evento, porém se aquilo está diante de um quadro que do ponto de vista médico é preocupante, vai prevalecer a vontade deles “, disse o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), sobre o adiamento da principal feira agrícola de seu estado. 

Agora, os organizadores tentam encaixar os eventos em uma agenda futura que já era bastante apertada antes do surto do coronavírus. As entidades, associações e os organizadores tentam montar um novo calendário para garantir a presença segura do público e para que as datas não se choquem.

No link a seguir estão todos os eventos cancelados ou adiados, atualizados constantemente pela equipe DBO Confira aqui a lista completa.

Confira o que as exposições agropecuárias adiadas ou canceladas movimentaram em 2019: 

TecnoShow Comigo: R$ 3,4 bilhões
Agrishow: R$ 2,9 bilhões
AgroBrasília: R$ 1,2 bilhão
Norte Show: R$ 1 bilhão
Rondônia Show Rural: R$ 703,5 milhões
ExpoLondrina: R$ 615,6 milhões
Femec: R$ 420 milhões
ExpoZebu: R$ 220 milhões
Parecis SuperAgro: R$ 150 milhões
ExpoPec: R$ 72 milhões
ExpoAgro Afubra: R$ 70,6 milhões
ExpoGrande: R$ 26,5 milhões
ExpoJardimMS: sem dados

Total geral: R$ 10,8 bilhões

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.