Fertilizante puxa alta dos custos de produção no RS

O Índice de Inflação dos Preços Recebidos pelo Produtor, porém, recuou em junho

Os custos de produção no Rio Grande do Sul subiram 3,97% em junho, segundo a Federação de Agricultura do Estado (Farsul). “O destaque segue sendo o valor gasto com fertilizantes, que refletiu o aumento de 4% da taxa de câmbio em relação ao mês anterior”, disse a entidade em relatório divulgado nesta segunda-feira, 23.

O Índice de Inflação dos Custos de Produção (IICP) também registra alta de 7,12% no acumulado do ano e 9,16% em 12 meses. “Em ambos os casos, o resultado também é consequência da taxa de câmbio que afeta os valores dos fertilizantes junto com o preço do diesel”, destacou a Farsul.

Já o Índice de Inflação dos Preços Recebidos pelo Produtor (IIPR) registrou queda de 3,29% em relação ao mês anterior, influenciada pela soja, cujos preços recuaram 6% em junho. No acumulado dos seis meses o IIPR segue com alta de 11,64%. Em 12 meses, avança 16,74%. “Na comparação com o IPCA, apesar de ambos aumentarem, o IICP apresenta elevação maior, 9,16% contra 4,39%. Já em relação aos preços, novamente fica demonstrado não existir uma relação direta entre o preço no campo e nas prateleiras em curto prazo. Enquanto o IIPR está em trajetória de alta desde março, o IPCA Alimentos registrou aumento no último mês após período de alguns meses de queda.” Confira o relatório na íntegra: https://bit.ly/2LHbJjw.

Fonte: ESTADÃO CONTEÚDO.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.