FIP atenderá 4 mil propriedades do Cerrado

Iniciativa pretende fomentar a gestão integrada da agricultura e pecuária em oito Estados

O Programa de Investimentos em Florestas (FIP) do Cerrado levará assistência técnica e gerencial a quatro mil propriedades rurais do bioma Cerrado a partir de 2019. A iniciativa pretende fomentar a gestão integrada da agricultura e pecuária com a paisagem do Cerrado e atenderá produtores de oito Estados – Bahia, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Minas Gerais, Piauí e Tocantins -, além do Distrito Federal.

Continue a leitura após o anúncio

O projeto será lançado durante a 24ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP24), em dezembro, na Polônia, e será comandada pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Sistema Florestal Brasileiro, Ministério da Agricultura, Banco Mundial e Agência Alemã de Cooperação Internacional (GIZ).

A chamada gestão da paisagem será feita a partir do monitoramento de imagens por satélite, disponibilizadas pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). “Vamos estimular a adoção de tecnologias sustentáveis de baixa emissão de carbono, associadas às orientações técnicas para a conservação e recuperação de áreas degradadas”, relatou o diretor de assistência técnica e gerencial do Senar, Matheus Ferreira.

Cada propriedade receberá atendimento por 24 meses, com ações voltadas para o aumento da produtividade e da renda nas cadeias produtivas assistidas. Ao todo, o projeto terá duração de seis anos.

Fonte: ESTADÃO CONTEÚDO

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.