FPA: preços mínimos para frete devem encarecer transporte

Entidade, porém, não deve agir para derrubar a MP, já que participou das negociações junto ao governo

 


Continue a leitura após o anúncio

A presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), deputada federal Tereza Cristina (DEM/MS), disse que a tabela de preços mínimos de frete para o transporte de carga é um “tiro no pé” dos caminhoneiros autônomos. Para a deputada, a medida deve encarecer o transporte. A publicação da tabela, via Medida Provisória (MP), foi uma das exigências dos caminhoneiros para o fim da paralisação das duas últimas semanas.

Tereza Cristina disse que a FPA é contra a tabela, mas não deve agir para derrubar a MP, já que participou das negociações para o fim das paralisações junto ao governo. A deputada afirmou, no entanto, que diversas Ações Diretas de Inconstitucionalidade (Adins) estão sendo preparadas por representantes do setor para serem apresentadas ao governo.

A comercialização de grãos está parada no País. Produtores e empresas estão avaliando a alta nos custos. “Não é possível ações que travem o campo”, disse a deputada.

Fonte: ESTADÃO CONTEÚDO.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Conteúdo original Revista DBO