Frigoríficos de Mato Grosso usaram apenas 45% da capacidade em janeiro

De acordo com o Imea, o valor é o menor em três anos

Com 93% das plantas frigoríficas em operação e a diminuição no número de animais abatidos em Mato Grosso, a utilização frigorífica total apresentou, em janeiro passado, o quarto recuo consecutivo no Estado, para 45,03%, informou na terça-feira (23/2) o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea).

Trata-se do menor patamar observado desde maio de 2018, quando ocorreu a greve dos caminhoneiros. O percentual de abate no mês passado representou uma queda de 1,69 ponto percentual sobre o resultado de dezembro de 2020 e de 12,34 pontos percentuais em relação à taxa observada no mesmo período do ano passado, quando o indicador era de 57,37%.

A expectativa, diz o Imea, é que este cenário de baixa utilização industrial no Mato Grosso se estenda ao longo de fevereiro, ainda refletindo a oferta restrita de animais, além do consumo de fraco da carne bovina no mercado local e o menor desempenho das exportações da proteína no comparativo anual.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

As apostas são altas para o futuro da produção de carne no Brasil. Veja o que dizem as lideranças ouvidas para o Especial Perspectivas 2021 do Anuário DBO. Assista:

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.