Frio ganha força e aumenta chance de geada em Mato Grosso do Sul

De acordo com o Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima, a onda de frio deve se intensificar, com chance de temperaturas abaixo de 5°C e geada no extremo sul

A intensa massa de ar polar que passou a atuar no Sul do país deu início ao que a meteorologia aponta ser a onda de frio mais severa deste ano até o momento chegou a Mato Grosso do Sul ontem (28) e deve se intensificar nesta quinta-feira (29) com chance de temperaturas abaixo de 5°C e geada no extremo sul.

Com pouca nebulosidade as temperaturas caem mais rápido.

“A cobertura de nuvens é um importante fator que interfere no aquecimento e no resfriamento do ar durante o dia e também durante a noite, atuando como um regulador da temperatura. Com o céu limpo, as temperaturas tendem ser menores”, explica a coordenadora do Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima (Cemtec), Valesca Fernandes.

Esse fator também influencia nos níveis de umidade relativa do ar que podem atingir valores críticos entre 30-20% em praticamente todas as áreas de Mato Grosso do Sul. Nestas condições é necessário aumentar a ingestão de líquidos, umidificar ambientes e redobrar atenção com idosos e crianças.

Vale lembrar que a combinação entre temperatura e velocidade do vento, também chamada de sensação térmica, pode potencializar a percepção de frio na pele.

Na parte centro-sul e leste do Estado as mínimas podem ficar entre 0°C e 5°C no início da manhã, e à tarde devem ficar entre 12°C e 17°C. Já na região norte e pantaneira as mínimas ficam entre 10°C e 13°C, e as máximas entre 17°C e 20°C.

Fonte: Ascom/Portal do Governo de MS

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

No embalo do mercado

Confira os destaques da edição de dezembro; na capa, fazenda da BRPec Agropecuária, com mais de 130 mil ha no MS, trocou o ciclo completo pela cria, mas mantém estrutura para virar a chave se o cenário mudar

No embalo do mercado

Confira os destaques da edição de dezembro; na capa, fazenda da BRPec Agropecuária, com mais de 130 mil ha no MS, trocou o ciclo completo pela cria, mas mantém estrutura para virar a chave se o cenário mudar

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.