Fundoleite deve injetar R$ 20 milhões no setor lácteo gaúcho

Fundo foi criado em 2013 para fomentar a produção e a divulgação dos produtos lácteos produzidos no Estado
Acerto foi sacramentado por meio de reunião virtual que contou com o governador Eduardo Leite, a secretária de Agricultura, Silvana Covatti, e o secretário adjunto da Agricultura, Luiz Fernando Rodriguez Júnior. Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratini

Depois de anos de negociação, o setor de laticínios e o governo do Estado do Rio Grande do Sul finalmente chegaram a um consenso sobre a operacionalização do Fundo de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva do Leite (Fundoleite), criado em 2013 para fomentar a produção e a divulgação dos produtos lácteos produzidos no Estado. Por meio de videoconferência, a decisão foi oficializada nesta quinta-feira (22/4), com a participação do governador Eduardo Leite, da secretária da Agricultura, Silvana Covatti, do secretário adjunto Luiz Fernando Rodriguez Júnior, e do deputado federal Covatti Filho.

O acerto deve representar a liberação de saldo de R$ 20 milhões acumulado nos últimos oito anos. Além disso, abre uma frente para novos investimentos a partir de agora, tendo em vista que a contribuição do Fundoleite para a bovinocultura de leite é de R$ 0,00131 por litro de leite industrializado no Estado.  O acerto determina que 70% dos recursos sejam encaminhados à assistência técnica dos produtores de leite, 20% para projetos de desenvolvimento e apoio à cadeia produtiva do leite e 10% a custeio administrativo.

Para o presidente do Sindilat, Guilherme Portella, o acordo representa uma vitória para todo o Rio Grande do Sul. “Esse valor será totalmente utilizado em projetos voltados para o aumento da produtividade e da qualidade do leite do Rio Grande do Sul por meio de assistência técnica aos produtores rurais. Sem dúvida nenhuma, amplificará nossa competitividade e potencial frente a novos mercados”, diz.

O assunto Fundoleite foi alvo de controvérsias. Algumas indústrias recolheram o valor ao longo dos últimos anos, saldo que se encontra nas contas do Tesouro do Estado. Outras optaram por ingressar com ações judiciais, que seguem tramitando até agora. Com o acordo firmado, os valores que vinham sendo depositados em juízo pelas empresas serão desbloqueados e as ações extintas.

Fonte: Ascom

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Revista DBO: Comida feita em casa

VEJA os destaques da edição de maio e o especial Instalações e Equipamentos; na capa, a alta nos custos da nutrição incentivam pecuaristas para investimentos em fábrica de ração

Revista DBO: Comida feita em casa

VEJA os destaques da edição de maio e o especial Instalações e Equipamentos; na capa, a alta nos custos da nutrição incentivam pecuaristas para investimentos em fábrica de ração

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.