GENEX inaugura central própria de coleta de sêmen bovino

Com investimento inicial de R$ 8 milhões, a central faz parte do plano de expansão da companhia

Com capacidade para alojar e coletar, inicialmente, cerca de 150 touros, a Central GENEX Uberaba, em Minas Gerais, conta com piquetes individuais, projetados de acordo com as normas de biossegurança e conforto animal, garantindo a adequada produção de genética e comercialização em todo o território nacional, além de exportação aos países que possuem protocolos sanitários com o Brasil.

A visita dos executivos da Pon Holding e da URUS à Central, no dia 30 de junho, antecede o lançamento oficial para o mercado brasileiro. Para o diretor executivo da GENEX Brasil, Sergio Saud, a decisão de Fanja Pon, presidente do Conselho de Administração e acionista da empresa familiar Pon Holdings e URUS; e Cees Hartmans, presidente da URUS, de participarem da inauguração do empreendimento comprova a confiança do conglomerado Pon Holding na pecuária brasileira, que ano passado incorporou a URUS, holding composta por empresas com forte atuação no Brasil, como a GENEX.

Com investimento inicial de R$ 8 milhões, a central faz parte do plano de expansão da companhia, que prevê um crescimento de cerca de 20% ao ano em quatro anos, e pretende dobrar de tamanho no Brasil até 2025.

“O novo projeto da GENEX Brasil é resultado de mais de 15 anos de experiência e pioneirismo da companhia no melhoramento genético de bovinos no país, sem contar todo o histórico de mais de 60 anos de atuação no contexto global”.

A Central GENEX Uberaba está localizada às margens da BR-050, naquele município, região conhecida como ‘berço do zebu’.

“O local é também um grande showroom, uma vitrine, para que o pecuarista escolha, com a ajuda dos nossos consultores e técnicos, os touros mais indicados para melhorar geneticamente o seu rebanho”, afirma Sérgio Saud.

Tendo em vista o número de machos alojados (cerca de 150), a central tem capacidade para produzir até 5 milhões de doses de sêmen até o final de 2025.

A migração dos touros, que atualmente estão alocados nas centrais parceiras, para o espaço próprio da GENEX será feita de forma gradual e organizada, para que a adaptação seja a mais adequada possível.

Fonte: Ascom GENEX

Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
Email

Revista DBO | Na vanguarda ambiental

VEJA mais destaques da edição de julho; na capa, Liga do Araguaia entra no “mercado verde”. Alguns produtores já recebem de R$ 250 a R$ 370/ha/ano para manter excedente florestal de pé.

Revista DBO | Na vanguarda ambiental

VEJA mais destaques da edição de julho; na capa, Liga do Araguaia entra no “mercado verde”. Alguns produtores já recebem de R$ 250 a R$ 370/ha/ano para manter excedente florestal de pé.

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.