Greve continua no PA e afeta negociações dos frigoríficos

Foco dos grevistas tem sido os frigoríficos que abatem o gado majoritariamente para exportação

A greve dos transportadores (caminhões boiadeiros) no norte do Pará persiste, porém, o foco dos grevistas foi atuar nos frigoríficos que majoritariamente abatem o gado para exportação de carne, relata a Informa Economics FNP na tarde desta quinta-feira.

+Alta do diesel reacende temor com greve dos caminhoneiros
+Caminhoneiros estão preocupados com frota própria de empresas

“Os frigoríficos que atuam no mercado interno conseguiram trabalhar normalmente no dia de hoje, sem necessidade de cancelamento dos abates e/ou saída dos balcões de compras de gado”, reforça a consultoria.

Ainda de acordo com a FNP, há previsão de que a greve acabe nos próximos dias. Com isso, é provável que haja uma tendência altista para a arroba do boi gordo no curtíssimo prazo na região afetada pela paralisação, prevê a consultoria.

Neste contexto, a maior parte da oferta de animais está concentrada naquelas praças que não foram atingidas pela greve e, com isso, os valores pagos na arroba enfraqueceram.

Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.