Menu
Menu

Grupo AEME consolida sistema de venda futura de terneiros

Modalidade garante peso mínimo de 250 kg aos animais entregues ao desmame
Foto: José Furtado

 

Conduzido por Amaury Maciel Filho, em Água Doce, SC, o Grupo AEME promoveu a 3ª edição do Dia do Parceiro, na sede da Fazenda Marrecas, na tarde de 9 de fevereiro. O evento tem se destacado como um dos principais de gado comercial no Estado em função da venda da produção de terneiros e terneiras Angus do criatório e por oferecer o sistema de venda inovador.

Na modalidade de Venda Futura, o produtor arremata o terneiro e escolhe a melhor data para receber o animal, entre março, abril, maio e junho. O criatório se encarrega de entregar o animal na primeira quinzena do mês escolhido, com, no mínimo, 250 kg.

“Essa modalidade permite ao pecuarista planejar a sua engorda a pasto ou no cocho ao longo do ano, sabendo quando vai receber os animais e com a garantia de peso mínimo. É opção extremamente interessante pois nessa época do ano muitos produtores estão com lavouras de milho ou soja em suas fazendas”, destacou o leiloeiro Cândido Scholl, da Pampa Remates, que comandou o martelo durante o evento.

O leiloeiro também destacou que, normalmente, os produtores entregam os animais acima do peso mínimo estabelecido. Segundo ele, no último ano, os terneiros arrematados neste sistema chegaram as fazendas pesando, em média, 24,2 kg a mais do que o combinado.

Com o gado em pista, os terneiros foram foco da oferta, com 480 exemplares. Os animais pesavam entre 250 kg e 310 kg e foram negociados entre R$ 7,45 e R$ 8,98/o quilo, perfazendo a média geral de R$ 2.210, com alguns exemplares sendo arrematados a quase R$ 2.800. A oferta da categoria foi dividida entre exemplares de entrega imediata e de venda futura. “Negociar um terneiro de 6 meses a mais de R$ 2.500 é algo que faz com que o mercado olhe para a atividade de cria com novos olhos”, avaliou Fernando Velloso, da Assessoria Agropecuária FFVelloso & Dimas Rocha

Nas fêmeas, a oferta foi dividida entre terneiras e novilhas, todas apenas com entrega imediata. As bezerras pesavam entre 230 kg e 280 kg e saíram à média de R$ 2.072. O preço do quilo variou entre R$ 7,24 e R$ 9,58. Já nas novilhas, com peso entre 360 kg a 520 kg, a média de preço foi de R$ 2.868. Todas estavam prontas para reprodução ou prenhez.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on skype
Skype
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on email
Email
Share on tumblr
Tumblr
Share on print
Print

Veja também:

[banner-link-364-x-134-home-geral1]

[banner-link-364-x-134-home-geral2]

[banner-link-364-x-134-home-geral3]

SOBRE A MÍDIA DBO

A DBO Editores Associados, fundada em junho de 1982, sempre se caracterizou como empresa jornalística totalmente focada na agropecuária. Seu primeiro e principal título é a Revista DBO, publicação líder no segmento da pecuária de corte. O Portal DBO é uma plataforma digital com as principais notícias e conteúdo técnico dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da cobertura dos leilões de todo o Brasil.

ANUNCIE DBO

Acompanhe aqui o vídeo da edição mais recente da Revista DBO. Para ver os destaques das outras edições, basta clicar aqui.

ASSINE A REVISTA DBO

Revista DBO Ligue grátis: 0800 110618 (Segunda a sexta, das 08h00 às 18h00)

2018 DBO - Todos os direitos reservados

×
×

Carrinho