Guatambu, Alvorada e Caty fecham rodada dupla com fêmeas Hereford e Braford

As novilhas e matrizes prenhes e/ou paridas foram comercializadas à média geral de R$ 6.253, indicando alta de 107% em relação a 2019
Foto: Rodrigo Alves Vieira/Divulgação

Encerrando as vendas da Temporada de Primavera no Rio Grande do Sul, a segunda etapa do “48º Remate Guatambu, Alvorada e Caty” apresentou na noite de 30 de novembro pelas lentes do canal Terraviva baterias selecionadas de novilhas e matrizes das raças Hereford e Braford.

Na primeira etapa, em 27 de outubro, o tradicional balcão da pecuária gaúcha vendeu touros avaliados pelo programa da Conexão Delta G ao preço médio geral de R$ 15.316.

O derradeiro remate virtual, promovido pelos criadores Valter José Pötter (Estância Guatambu), José Ivo Zart (Agropecuária Alvorada) e Adroaldo Bernardo Pötter (Agropecuária Caty), negociou lotes de reprodutores e 272 fêmeas – um terço dos ventres foram de terneiras de um ano de idade.

De acordo com o Banco de Dados da DBO, foi uma das três maiores ofertas de fêmeas em novembro e a maior do ano para as raças. Já o valor médio da categoria em relação ao pregão presencial do ano passado subiu 107%, passando de R$ 3.052 em 2019 para R$ 6.250 de média geral.

Para o pecuarista Valter Pötter, um dos destaques foi a liquidez, comprovando a grande procura por fêmeas que marcou a temporada. Pötter avaliou ainda que houve uma igualdade de valorização das fêmeas Hereford e Braford.

As leiloeiras Central Leilões e Cambará Remates organizaram o evento comercial, que teve no comando do martelo o leiloeiro rural Eduardo Knorr. Pagamentos: 20 parcelas.

* Com informações da assessoria de imprensa

Acompanhe os resultados dos principais pregões de todo o Brasil no Jornal de Leilões

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Sou pecuarista e esse frigorífico é meu

Leia a Revista DBO que encerra o ano de 2020. Ela conta a mais nova façanha da Cooperaliança, a primeira cooperativa a verticalizar a cadeia da carne bovina, além de trazer outras 25 reportagens e artigos.

Sou pecuarista e esse frigorífico é meu

Leia a Revista DBO que encerra o ano de 2020. Ela conta a mais nova façanha da Cooperaliança, a primeira cooperativa a verticalizar a cadeia da carne bovina, além de trazer outras 25 reportagens e artigos.

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.