Guatemala vai importar material genético brasileiro

Nicarágua deve ser o próximo país a importar sêmen e embriões bovinos do Brasil
Foto: Alcides Okubo Filho

Brasil e Guatemala oficializaram nesta terça-feira, 9, na Cidade da Guatemala, acordo para a exportação de material genético e embriões bovinos brasileiros para melhoria do rebanho daquele país. As negociações técnicas foram realizadas em maio na Expozebu, em Uberaba, MG. O embaixador do Brasil, João Luiz Pereira, disse que “os dois países têm relações de cooperação de quase um bicentenário” e que “esse compromisso se reflete na assinatura do acordo”. O ministro da Agricultura, Pecuária e Alimentação da Guatemala, Mario Mendez, afirmou que o acordo será destinado a fazer a pecuária do país ser uma das maiores do mundo.

O Departamento de Saúde Animal (DSA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) está intensificando as negociações para a abertura de novos mercados à genética bovina. A Nicarágua deve ser o próximo país a importar sêmen e embriões bovinos do Brasil.

Continue a leitura após o anúncio

Cada remessa de sêmen bovino do Brasil que entrar na Guatemala será acompanhada de Certificados Zoosanitários Internacionais (CZI) emitidos pelo Mapa, com base em normas internacionais.

Na avaliação das autoridades da Guatemala, além deste comércio abrir portas para os mercados internacionais, aumentando a produtividade dos pecuaristas, também beneficia os pequenos e médios produtores que fazem cruzamentos, para que o gado se adapte às diferentes condições climáticas do país.

Fonte: Mapa.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Conteúdo original Revista DBO