Importação brasileira de produtos químicos cresceu 5%

Os fertilizantes e seus intermediários foram os principais produtos da pauta de importações brasileiras no setor químico de janeiro a outubro
Navios de Fertilizante no Porto de Paranaguá. Foto: André Kasczeszen/APPA.

As importações brasileiras de produtos químicos somaram US$ 37,6 bilhões de janeiro a outubro, com aumento de 4,9% sobre o mesmo período do ano passado, segundo dados divulgados pela Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim).

Os fertilizantes e intermediários foram o o principal item da pauta de importações químicas, respondendo por 20,9% do total em valor, com US$ 7,8 bilhões, e por 66,6% das quantidades importadas, com 26,4 milhões de toneladas. Os países árabes são fornecedores de fertilizantes do Brasil.

Em outubro o Brasil importou US$ 4,3 bilhões em produtos químicos, valor que representa aumento de 1,4% na comparação a igual mês do ano anterior.

Segundo projeção da Abiquim, até dezembro as importações de produtos químicos deverão totalizar US$ 45,2 bilhões, com aumento de 4,3% sobre 2019. O volume deve ficar em 48,6 milhões de toneladas importadas, um crescimento de 7,6%.

Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
Email

Revista DBO | Na vanguarda ambiental

VEJA mais destaques da edição de julho; na capa, Liga do Araguaia entra no “mercado verde”. Alguns produtores já recebem de R$ 250 a R$ 370/ha/ano para manter excedente florestal de pé.

Revista DBO | Na vanguarda ambiental

VEJA mais destaques da edição de julho; na capa, Liga do Araguaia entra no “mercado verde”. Alguns produtores já recebem de R$ 250 a R$ 370/ha/ano para manter excedente florestal de pé.

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.