Incêndios na Austrália devem favorecer exportações de carne bovina brasileira

Fogo afetou a pecuária de corte e tende a prejudicar o desempenho australiano no comércio internacional de carne e boi

Os incêndios que atingem a Austrália podem favorecer as exportações brasileiras de carne bovina para a Indonésia e também os embarques de gado vivo, segundo o diretor da Scot Consultoria, Alcides Torres. “Estes incêndios são cíclicos, mas o fogo afetou a pecuária de corte e tende a prejudicar o desempenho australiano no comércio internacional de carne e boi”, afirmou ele.

Torres lembra que, por causa do seca nos últimos anos, o país já vinha perdendo competitividade. Para ele, a especulação no mercado também pode influenciar positivamente as vendas do Brasil. Estimativas da Federação Nacional de Fazendeiros divulgadas pela imprensa australiana indicam que desde setembro uma área de 6,3 milhões de hectares foi queimada, causando a perda de 100 mil cabeças de gado.

O head de agronegócios da Criteria Investimentos, Rodrigo Brolo, acrescenta que os australianos são importantes fornecedores de carne bovina para o Japão e os Estados Unidos, países com os quais o Brasil negocia abertura de mercado. “Sem dúvida alguma este fator (comprometimento da produção australiana de carne) pode ajudar o Brasil a conquistar esses mercados”, avalia o especialista.

Continue a leitura após o anúncio

Reação na bolsa

A possibilidade de incremento nos embarques de carne brasileira para a Indonésia, país hoje abastecido pela Austrália, e de comercialização de gado vivo, segmento em que o Brasil também concorre com os australianos, impulsionou os ativos ON da Minerva Foods na sessão desta terça-feira, 7 de janeiro – chegaram a subir 4,58%, liderando as altas das empresas do setor de carnes na B3.

No fim de agosto de 2019, o governo indonésio liberou a importação de carne bovina de dez frigoríficos brasileiros e, na época, a Minerva anunciou que tinha cinco plantas habilitadas a exportar para lá. Estão instaladas em José Bonifácio (SP), Rolim de Moura (RO), Araguaína (TO), Mirassol d’Oeste (MT) e Palmeiras de Goiás (GO).

Ainda no segundo semestre, os primeiros embarques para o país foram realizados. As ações JBS também reagiram e, no fim do pregão, os papéis ON marcaram alta de 1,79%. Brolo diz que a tendência seria de baixa por causa da venda da participação do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social Participações (BNDESPar) por meio de uma oferta pública de distribuição secundária de ações (“follow on”).

Para o segmento brasileiro de gado vivo, a tragédia na Austrália pode trazer recuperação. Em 2019, os embarques de animal em pé perderam ritmo com o incremento das exportações de carne bovina. Dados da Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) divulgados na sexta-feira, mostram queda de 25% nos embarques do segmento em 2019, para 583 mil cabeças, ante 778 mil registradas em 2018.

Segundo Ricardo Nissen, assessor técnico de Bovinocultura de Corte da CNA, a grande redução foi nas vendas para a Turquia, de 540 mil cabeças em 2018 para 230 mil em 2019. Alguma reação neste mercado também pode beneficiar a Minerva, maior companhia do Brasil que atua no segmento.

Conforme o comunicado da Minerva divulgado em agosto, com aproximadamente 260 milhões de habitantes, a Indonésia se destaca como um dos maiores mercados consumidores de carne Halal no mundo. Em 2018, a Indonésia foi responsável pela importação de aproximadamente 150 mil de toneladas de carne bovina, sendo a Austrália responsável por suprir cerca de 40% deste total.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no pocket
Pocket
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no skype
Skype
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no pocket
Pocket
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no tumblr
Tumblr
Compartilhar no print
Print
2742961

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Notícias relacionadas:

Leia também

TV DBO

A DBO Editores Associados, fundada em junho de 1982, sempre se caracterizou como empresa jornalística totalmente focada na agropecuária. Seu primeiro e principal título é a Revista DBO, publicação líder no segmento da pecuária de corte. O Portal DBO é uma plataforma digital com as principais notícias e conteúdo técnico dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Todos direitos reservados @ 2019 | Rua Dona Germaine Burchard, 229 | Bairro de Perdizes, São Paulo-SP

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
×
×

Carrinho

Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Encontre o que você procura:

Cadastre-se e receba nossas notícias

Todos os dias no seu e-mail melhor conteúdo do agronegócio.