Indicador do boi gordo se mantém na máxima histórica

No acumulado do ano, o indicador apresenta valorização de quase 4% na praça paulista

O Indicador Esalq/B3 do boi gordo bateu 159,10 (à vista) em São Paulo na sexta-feira passada, praticamente o mesmo valor nominal do recorde histórico do índice, criado há 25 anos e atingido em 4 de abril de 2016, quando bateu R$ 159,49. Os dados são do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq/USP).

No acumulado do ano, o indicador apresenta valorização de quase 4% na praça paulista.

Continue a leitura após o anúncio

O movimento de alta nos preços do boi gordo observado nos últimos meses reflete principalmente a baixa oferta de animais terminados neste período de safra e a grande necessidade da indústria em preencher a escala de abate.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Conteúdo original Revista DBO