Índice de Commodities do BC sobe 2,33% em setembro ante agosto

A alta do IC-Br na margem em agosto foi liderada pelo segmento de Energia, que subiu 13,51%. O segmento de Metal teve elevação de 0,71%, enquanto o de Agropecuária caiu 0,54%

O Índice de Commodities do Banco Central (IC-Br) subiu 2,33% em setembro ante agosto, informou nesta quarta-feira, 6, a instituição. O indicador passou de 352,27 pontos para 360,47 pontos.

Para efeito de comparação, o BC também divulga em seu documento o indicador internacional de commodities, o CRB, que caiu 0,82% na mesma relação mensal.

A alta do IC-Br na margem em agosto foi liderada pelo segmento de Energia, que subiu 13,51%. O segmento de Metal teve elevação de 0,71%, enquanto o de Agropecuária caiu 0,54%.

VEJA TAMBÉM | Ciclo de alta nos preços do bezerro pode estar perto do fim, sugerem analistas

Em Agropecuária estão incluídos itens como carne de boi, óleo de soja, trigo, açúcar, milho, café, arroz e carne de porco. Já o segmento de Metal reúne alumínio, minério de ferro, cobre, estanho, zinco, chumbo e níquel. Por sua vez, em Energia estão inclusos os preços de gás natural, carvão e petróleo.

No acumulado do ano até setembro, o IC-Br exibe alta de 36,86%, com Agropecuária em alta de 27,71%, Metal com elevação de 32,39% e Energia com avanço de 77,73%. O CRB no período subiu 30,30%.

Em 12 meses até agosto deste ano, o indicador do BC mostra alta de 42,65%, com Agropecuária em alta de 31,65%, Metal com elevação de 39,20% e Energia com avanço de 89,88%. O CRB do mesmo período avançou 34,64%.

VEJA TAMBÉM | Crédito rural: contratação cresce 37% nos três primeiros meses da safra

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

No embalo do mercado

Confira os destaques da edição de dezembro; na capa, fazenda da BRPec Agropecuária, com mais de 130 mil ha no MS, trocou o ciclo completo pela cria, mas mantém estrutura para virar a chave se o cenário mudar

No embalo do mercado

Confira os destaques da edição de dezembro; na capa, fazenda da BRPec Agropecuária, com mais de 130 mil ha no MS, trocou o ciclo completo pela cria, mas mantém estrutura para virar a chave se o cenário mudar

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.