JBS Biodiesel duplicará capacidade de produção com fábrica em Santa Catarina

Com a nova fábrica em operação, a capacidade de produção total de biodiesel da JBS saltou de 350 milhões para cerca de 720 milhões de litros por ano

A JBS Biodiesel investiu R$ 180 milhões na ampliação de suas operações com uma nova fábrica de biodiesel, na cidade de Mafra, em Santa Catarina, que vai duplicar a capacidade de produção de biocombustível da companhia.

A nova fábrica, a terceira em operação da JBS Biodiesel, tem uma área total de 76 mil metros quadrados e capacidade de produção de aproximadamente 370 milhões de litros por ano.

Com a nova fábrica em operação, a capacidade de produção total de biodiesel da JBS saltou de 350 milhões para cerca de 720 milhões de litros por ano, volume que equivale a pouco mais de 10% do volume de 6,76 bilhões litros produzidos do biocombustível em 2021, segundo dados da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

O diretor Comercial da JBS Biodiesel, Alexandre Pereira, disse em comunicado que “os biocombustíveis têm um papel importante na matriz energética brasileira, e o biodiesel tem um grande potencial de crescimento no País. Com esse novo investimento, reforçarmos a importância da economia circular para os nossos negócios e agregamos valor para os resíduos de nossas operações, contribuindo para o desenvolvimento sustentável”.

A cidade de Mafra foi escolhida por ter fácil acesso aos modais ferroviários e rodoviários, pela proximidade à Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar), uma das principais unidades de mistura e distribuição de diesel do País, e acesso rápido ao porto de Paranaguá, no Paraná, terceiro maior do Brasil.

A operação da fábrica vai gerar até 400 empregos diretos e indiretos, beneficiando a economia da região oeste catarinense.

Para produzir o biodiesel em Mafra, a JBS Biodiesel vai usar como matérias-primas o óleo de fritura recuperado e o óleo de soja proveniente do esmagamento de grão para a produção de farelo que alimenta aves e suínos.

Com isso, a companhia fortalece a diversificação das fontes de matéria-prima, uma vez que, hoje, é a maior produtora mundial verticalizada de biodiesel a partir de sebo bovino.

A escolha da JBS Biodiesel em ampliar a sua presença mercado de biodiesel está em linha com o compromisso Net Zero da JBS, que tem como meta zerar o balanço de emissões relacionadas a sua cadeia de valor até 2040.

Além de Mafra, a companhia tem uma unidade de biocombustível em Lins (SP) e outra fábrica em Campo Verde (MT).

Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
Email

Revista DBO | Nova revolução no cocho

VEJA os destaques da edição de agosto e o Especial Confinamento; na capa, com quase nada ou zero volumoso, a chamada ‘dieta fast’ ganha os cochos, melhora o desempenho dos animais e simplifica as operações.

Revista DBO | Nova revolução no cocho

VEJA os destaques da edição de agosto e o Especial Confinamento; na capa, com quase nada ou zero volumoso, a chamada ‘dieta fast’ ganha os cochos, melhora o desempenho dos animais e simplifica as operações.

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.