JBS reforça estar “pronta para suprir demanda chinesa”

Em teleconferência, CEO da empresa destaca boas condições financeiras do grupo

A brasileira JBS reforçou ontem, em teleconferência com analistas, que está “pronta para suprir a demanda global adicional por carnes”, após o surto da febre suína africana (ASF, na sigla em inglês) na China.

“Temos produção em quatro continentes e cinco tipos diferentes de proteína, o que nos dá uma posição favorável para nos beneficiarmos desse cenário de mercado”, disse CEO global da JBS, Gilberto Tomazoni.

Continue a leitura após o anúncio

O executivo afirmou ainda que a JBS vai aumentar a capacidade de produção em suas fábricas e, assim, suprir a demanda extra de proteína esperada da China e de outras partes do mundo. “Nossas atuais condições financeiras nos permitem aproveitar as oportunidades de crescimento no mercado”, disse Tomazoni.

JBS norte-americana – O presidente da JBS USA, André Nogueira, informou que as exportações de carne bovina para China a partir de sua unidade na Austrália cresceram 80% nos primeiros quatro meses deste ano em relação ao mesmo período do ano passado. Nogueira diz esperar um ano recorde para a JBS USA Beef, considerando o cenário favorável de oferta de gado e forte demanda mundial por carne bovina.

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Conteúdo original Revista DBO