JBS registra lucro líquido de R$ 7,586 bilhões no 3º trimestre

A receita líquida cresceu 32,2%, para R$ 92,625 bilhões, ante R$ 70,081 bilhões do terceiro trimestre do ano passado

A JBS encerrou o terceiro trimestre de 2021 com lucro líquido de R$ 7,586 bilhões, ou R$ 3,01 por ação, um avanço de 142,1% ante o lucro líquido de 3,133 bilhões verificado em igual período de 2020, informou a empresa nesta quarta-feira (10).

A receita líquida cresceu 32,2%, para R$ 92,625 bilhões, ante R$ 70,081 bilhões do terceiro trimestre do ano passado. Da mesma forma, o Ebtida ajustado (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) passou de R$ 7,996 bilhões para R$ 13,929 bilhões, aumento de 74,2%. A margem Ebitda ficou em 15% no terceiro trimestre deste ano ante 11,4% reportada em igual período do ano passado.

A dívida líquida da companhia somou R$ 61,028 bilhões no terceiro trimestre deste ano, aumento de 18,6% em relação ao reportado em igual trimestre de 2020, de R$ 51,465 bilhões. Em dólares, a dívida líquida avançou 23%, de US$ 9,124 bilhões para US$ 11,220 bilhões.

VEJA TAMBÉM | Abates no Mato Grosso registram crescimento mensal de 18% em outubro

Já a alavancagem, medida pela relação entre dívida líquida e Ebitda, ficou em 1,52 vez em reais e 1,49 vez em dólares no terceiro trimestre, contra 1,83 vez e 1,60 vez, respectivamente. Na comparação com o índice do trimestre anterior, o segundo de 2021, a alavancagem subiu em reais, mas caiu em dólares, já que no período estava em 1,61 vez em reais e em 1,49 vez em dólares.

O fluxo de caixa operacional foi de R$ 10,8 bilhões, 40% a mais do que no mesmo trimestre do ano passado. Com isso, a empresa gerou R$ 7,3 bilhões em caixa livre, valor 40,2% superior ao gerado em igual trimestre do ano passado. O resultado financeiro líquido da empresa ficou negativo em R$ 1,108 bilhão, contra um resultado negativo de R$ 1,070 bilhão no terceiro trimestre de 2020.

As atividades de investimento da companhia totalizaram R$ 7,7 bilhões no terceiro trimestre deste ano. Segundo a companhia, a linha de adição de ativos imobilizados (capex) somou R$ 2,6 bilhões no período e a linha de aquisição de controladas, líquido do caixa obtido na aquisição totalizou R$5,1 bilhões, em virtude da conclusão da aquisição dos negócios de carnes e refeições da Kerry Consumer Foods no fim de setembro.

Gilberto Tomazoni, CEO Global da JBS. Foto: Divulgação

O CEO global da empresa, Gilberto Tomazoni, disse em comunicado divulgado para imprensa e investidores que os resultados comprovam a “excelência operacional da empresa”. “Fechamos o terceiro trimestre de 2021 com a certeza de que estamos no caminho certo”, afirmou.

O executivo disse ainda que a companhia encerrou o trimestre no “melhor” e mais “robusto” momento de sua história.

“Nossa alavancagem chegou a 1,49 vez, mesmo com todos os investimentos orgânicos e inorgânicos que estamos fazendo nas diversas geografias em que operamos. Desde 2020, investimos US$ 1,4 bilhão em ESG, US$ 3,7 bilhões em novas aquisições, US$ 1,3 bilhão em expansão ou modernizações nas nossas unidades produtivas e retornamos US$ 3,3 bilhões aos acionistas”, destacou Tomazoni.

VEJA TAMBÉM | JBS e DSM fazem parceria para reduzir emissões de metano na cadeia bovina

Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.