Leite: Fim de antidumping não afetou importação

Volume importado da Europa no primeiro semestre registrou queda de 22%

A remoção da tarifa antidumping sobre o leite europeu e neozelandês, anunciada em fevereiro pelo governo brasileiro, não impactou o volume de lácteos importados da Europa pelo Brasil até o momento. Em boletim mensal do setor, o Departamento de Economia Rural da Secretaria de Agricultura do Paraná (Deral) ressalta que, diferentemente do que se esperava, o volume adquirido da Europa caiu nos seis primeiros meses deste ano quando comparado a igual período de 2018.

“Mesmo após a retirada das tarifas “antidumping” da União Europeia (UE) e Nova Zelândia o grande volume de lácteos importados pelo Brasil, continua sendo proveniente da Argentina e Uruguai”, ressalta a instituição. Dados do Ministério da Agricultura citados pelo Deral apontam que as importações brasileiras de lácteos da Europa caíram 16% em valor e 22% em volume no primeiro semestre.

No caso da Nova Zelândia, contudo, houve aumento de 43% no valor de importação do Brasil e de 46% no volume, com 2,79 mil toneladas. O montante, contudo, representa apenas 5% do total importado no período. “Em contrapartida, o volume
importado da Argentina no primeiro trimestre de 2019 representou 51% do total adquirido e as importações do Uruguai em
igual período representaram 30%”, lembra o Deral. Somados, Europa e Nova Zelândia atenderam a 14% das importações brasileiras.

Concorrência

Em seu boletim, o Deral ressalta que “o grande volume de lácteos que têm entrado em nosso país, vêm prejudicando já a alguns anos o setor internamente”, sobretudo por conta dos preços mais competitivos, reflexo dos menores custos de produção dos pecuaristas de outros países.

O órgão lembra, contudo, que o governo tem adotado ações para mitigar os efeitos danosos da importação, mas que é preciso trabalhar aspectos sanitários, qualitativos, logísticos e de relações comerciais externas. ” Neste contexto certamente a abertura da China para nossos lácteos certamente virá a contribuir”, afirma o boletim do Deral.

 

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no pocket
Pocket
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no skype
Skype
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no pocket
Pocket
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no tumblr
Tumblr
Compartilhar no print
Print

Notícias relacionadas:

[banner-link-364-x-134-home-geral1]

[banner-link-364-x-134-home-geral2]

[banner-link-364-x-134-home-geral3]

TV DBO

A DBO Editores Associados, fundada em junho de 1982, sempre se caracterizou como empresa jornalística totalmente focada na agropecuária. Seu primeiro e principal título é a Revista DBO, publicação líder no segmento da pecuária de corte. O Portal DBO é uma plataforma digital com as principais notícias e conteúdo técnico dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Todos direitos reservados @ 2019 | Rua Dona Germaine Burchard, 229 | Bairro de Perdizes, São Paulo-SP

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
×
×

Carrinho

Encontre as principais notícias e conteúdos técnicos dos segmentos de corte, leite, agricultura, além da mais completa cobertura dos leilões de todo o Brasil.

Encontre o que você procura: