Leilão Brangus JMT completa 20 anos em formato virtual vendendo touros e novilhas

De acordo com o Banco de Dados da DBO, foi registrada a segunda maior oferta da raça sintética em 2020, totalizando 131 lotes
O touro JMT Netto 9011Y9TE, Grande Campeão Nacional 2013 (Foto: Divulgação)

Os frutos de um trabalho de melhoramento genético e seleção com a raça Brangus, desenvolvido há mais de 30 anos no Rio Grande do Sul, foram novamente apresentados ao mercado nacional durante a vigésima edição do “Leilão Brangus JMT “, transmitido pelo Canal Rural em 14 de setembro.

O primeiro remate totalmente virtual da JMT Agropecuária (São Gabriel, RS), administrada por Fernando Waihrich, ofertou novilhas servidas e prenhes dos melhores touros da grife, além de jovens reprodutores rústicos, avaliados e provados para Consumo Alimentar Residual (CAR), filhos de campeões em pista como Zarco, Netto (foto), Lanceiro e Pacha.

Os animais do premiado criatório gaúcho saíram com índices de ultrassonografia de carcaça e medições do Programa de Melhoramento Genético de Bovinos de Carne (Promebo), da Associação Nacional de Criadores (ANC).

As aquisições da tarde envolveram 30 ventres precoces – incluindo exemplares Dupla Marca – ao preço médio geral de R$ 5.765, alta de 88% sobre a média da categoria obtida no leilão do ano passado.

Já os 101 reprodutores saíram à média geral de R$ 10.694, registrando crescimento de 20% em relação a 2019. Foram arrematados 83 garrotes com dois anos de idade ao valor médio de R$ 9.827 e 17 machos até 3 anos por R$ 13.863, em média – todos com andrológico positivo e prontos para o serviço a campo. 

O touro de central JMT E317 Rutini (930 kg e CE 43), com sangue aberto em pelagem vermelha, se destacou como o mais valorizado ao ser adquirido por R$ 67.200 pela Fazenda Vista Alegre (Novo Horizonte do Sul, MS).

Outro destaque foi a venda de 50% por R$ 28.800 de JMT “Jumbo” E067 , touro contratado pela Renascer Biotecnologia. Filho de JMT Netto, Jumbo (880 kg e CE 44) é Top 1% para o Índice Bioeconômico de Carçaca.

No total, os negócios do balcão eletrônico geraram receita de R$ 1,2 milhão com a venda de 131 exemplares qualificados. De acordo com o Banco de Dados da DBO, foi a segunda maior oferta da raça Brangus este ano.

A organização do evento foi em parceria entre a Cambará Remates e a Central Leilões. O leiloeiro rural Fábio Crespo coordenou as captações dos lances, para pagamentos fixados 16 parcelas, diretamente dos estúdios do Canal Rural, em Porto Alegre.

Acompanhe os resultados dos principais pregões de todo o Brasil no Jornal de Leilões

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.