Leite a pasto: Kiwi Pecuária, de Anápolis, faz visita técnica no RJ

Participaram Maurício Salles e Carlison Costa (Senar-RJ) e o coordenador nacional do Balde Cheio, Artur Chinelato
À esquerda, Owen Williams, sócio e diretor da Kiwi Pecuária

 

Na última semana, a equipe de campo do Senar Rio de Janeiro visitou propriedades na companhia de Owen Williams, sócio e diretor da Kiwi Pecuária, de Anápolis – GO.

Acompanhado da gerente administrativa, Beatriz Reis, Owen procurou o Senar-Rio em busca de conhecimento do sistema de produção de leite com utilização de pastagens desenvolvido pela Assistência Técnica e Gerencial – AteG do Senar-Rio e pelo Programa Balde Cheio, da parceria entre a Faerj, Sebrae RJ e Embrapa.

Além de possibilitar maior uso de suplemento à base de concentrados energéticos, a pastagem possibilita a redução de custos.

A primeira propriedade visitada foi a do produtor André Luís e sua esposa Gleicimar, que fica em Cachoeiras de Macacu e é atendida pelo técnico Luís Roldão através da ATeG do Senar-Rio.

A segunda visita foi na propriedade dos irmãos Sérgio e Felipe Pessanha, em Dores de Macabu – Campos dos Goytacazes.

A terceira visita foi ao Sítio Cerejeira, em Dores de Macabu – Campos dos Goyatacazes, propriedade de Romeu Raymundo Soares.

Concluindo as visitas, foi a vez do Sítio Santana receber a equipe de campo do Senar-Rio. A propriedade de Mario Tadeu, atendida pelo técnico João D Ângelo, fica também em Dores de Macabu – Campos dos Goytacazes.

“Agradecemos a oportunidade de acompanhar vocês nesses dias de visitas. As nossas impressões são muito positivas, ficamos muito felizes de ver produtores muito bem encaminhados, produzindo de forma coerente, construindo o trabalho deles. O manejo de pasto está muito bacana, com simplicidade, mas com resultados. E gostamos de ver o empenho deles, o interesse pela atividade. Isso mostra confiança nos números e nas possibilidades. Então é muito bacana e com certeza isso é um trabalho conjunto desses produtores que estão motivados em busca de resultados com a assistência que vocês estão prestando. Com certeza o Senar e a Embrapa estão realmente dando oportunidades para famílias de produtores de obterem resultados muito melhores que no passado. Muito obrigada!”, Beatriz Reis.

Também participaram das visitas o coordenador do Programa Balde Cheio e ATeG, Maurício Salles, o supervisor Carlison Costa e o coordenador nacional do Balde Cheio, Artur Chinelato.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on skype
Skype
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on email
Email
Share on tumblr
Tumblr
Share on print
Print

Veja também:

DNA de gestora

Quem observa a médica veterinária Carine Letícia Schneider Faifer (29 anos) em frente a uma das poucas escolinhas infantis de Chapadão do Céu (cidade goiana

Uma jovem pioneira

Aos 21 anos, Maria Vitória Faé Proença já é pecuarista famosa em Santa Catarina. Ela é dona da Fazenda Vitória, em Rio das Antas (207

Que modelo sucessório adotar?

Não são poucas as dúvidas das famílias rurais quando o assunto é sucessão. Além da delicadeza da questão, definir qual modelo adotar não é tarefa

Fechar Menu
×

Carrinho