Maior oferta de milho pressiona preços internos

Pressão vem do avanço da colheita da safra de verão e do bom desenvolvimento da segunda temporada - gerando expectativa elevada.

As cotações do milho, que vinham em alta desde novembro do ano passado, agora estão caindo no mercado brasileiro. Segundo o Cepea, a pressão vem do avanço da colheita da safra de verão e do bom desenvolvimento da segunda temporada, que gera expectativa de oferta elevada.

Continue a leitura após o anúncio

A menor competitividade do cereal brasileiro no mercado internacional também influencia as baixas domésticas. Assim, após ter atingido no início de março o maior patamar nominal desde agosto de 2018, o Indicador Esalq/BM&FBovespa (referência região de Campinas – SP) vem registrando quedas sucessivas.

De 8 a 15 de março, a baixa é de expressivos 6%, com o Indicador fechando a R$ 39,61/saca de 60 kg na sexta-feira, 15 de março. Os preços também recuaram em outras regiões, como o oeste paranaense e Maracajú, MS.

Fonte: Cepea

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Revista DBO – Saindo na frente

Confira a edição de setembro, que traz o “Especial de Genética e Reprodução” com 7 reportagens exclusivas, além de outras 21 reportagens e análises sobre o mundo da pecuária

Revista DBO – Saindo na frente

Confira a edição de setembro, que traz o “Especial de Genética e Reprodução” com 7 reportagens exclusivas, além de outras 21 reportagens e análises sobre o mundo da pecuária

Publieditorial

2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.

Conteúdo original Revista DBO