[full-banner-1170-x-134-home-geral1]

Manejando a fertilidade do solo: correção e adubação – parte 2

No segundo artigo da série, o zootecnista Adilson Aguiar destaca as etapas do processo de análise de solo 

Seja qual for o tipo de fertilizante usado (químico ou orgânico como na foto), sua aplicação depende de uma análise de solo bem feita.

Por Adilson de Paula Almeida Aguiar –  Zootecnista, professor em cursos de pós-graduação do Rehagro e das Faculdades Associadas de Uberaba (Fazu); consultor associado da Consupec (Consultoria e Planejamento Pecuário), de MG, e investidor nas atividades de pecuária de corte e leite.

O manejo da fertilidade do solo é responsável por cerca de 50% dos ganhos de produtividade obtidos nas culturas, inclusive das pastagens.

Um programa de manejo focado neste quesito deve contemplar as seguintes etapas: escolha da área, seu mapeamento, amostragem de solo e de planta, envio das amostras ao laboratório, análise laboratorial, interpretação dos resultados das análises, recomendações de correção e adubação com base em metas específicas, planejamento e execução do programa, práticas corretivas e de adubação, escolha dos tipos de adubação, escolha dos métodos de aplicação dos insumos e avaliação dos resultados.

Os programas de análises de solo e de plantas são utilizados com o objetivo de fornecer um guia para o manejo adequado da fertilidade do solo e da nutrição mineral das plantas. Os métodos para a avaliação da fertilidade de um solo são: a análise química e física do solo, a diagnose visual de deficiências minerais nas plantas e a análise química dessas plantas.

VEJA TAMBÉM | Manejando a fertilidade do solo: correção e adubação – parte 1

A análise de solo é o método mais usado em todo o mundo e constitui o único que permite o conhecimento adequado da capacidade de um solo suprir nutrientes para as plantas antes do estabelecimento de uma cultura. Ela tem por objetivo avaliar a capacidade desse solo de fornecer nutrientes às plantas, verificar a ocorrência de elementos tóxicos em níveis indesejáveis e determinar doses corretas de corretivos e fertilizantes. As etapas do processo de análise de solo são três: amostragem, análise laboratorial e interpretação dos resultados.

Para continuar lendo é preciso ser assinante.

Você merece este e todo o rico conteúdo da Revista DBO.
Escolha agora o plano de assinatura que mais lhe convém.

Invista na melhor informação. Uma única dica que você aproveite pagará com folga o valor da assinatura.

Se já é assinante, entre com sua conta

This post is only available to members.
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no pocket
Pocket
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no skype
Skype
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no pocket
Pocket
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no tumblr
Tumblr
Compartilhar no print
Print
2742961

Newsletters DBO

Os destaques do dia da pecuária de corte, pecuária leiteira e agricultura diretamente no seu e-mail.