Mapa estuda tecnologia israelense para uso de água no semiárido

Países pretendem criar grupo de trabalho para buscar meios de aumentar a produção agropecuária no Nordeste
João Martins, presidente da CNA; Yossi Shelly, embaixador de Israel; e Tereza Cristina, ministra da agricultura/ Foto: CNA

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, se reuniu na tarde desta quarta-feira, 6 de fevereiro, com o presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Martins, e com o embaixador de Israel no país, Yossi Shelley, para discutir propostas que permitam o uso racional da água e tecnologias que aumentem a produção agropecuária no semiárido. Israel é referência em tecnologias de dessalinização, reuso de água para abastecimento e consumo da população, e em agricultura irrigada.

Neste contexto, a ideia é agregar conhecimento, pesquisas e tecnologias produzidas no Brasil e em Israel por meio de um grupo de trabalho que será criado para buscar as melhores soluções aos produtores.

A ministra da Agricultura destacou a necessidade de levar mais tecnologia, água e infraestrutura para o Nordeste brasileiro, e ressaltou que é preciso buscar as políticas necessárias para a região. Também destacou o trabalho do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) na capacitação de produtores e trabalhadores do campo.

João Martins disse que a CNA tem um projeto com o Ministério da Agricultura para o desenvolvimento do Nordeste. “O desenvolvimento passa, principalmente, por melhorar o abastecimento de água e por levar tecnologia ao pequeno produtor. E o embaixador de Israel colocou à nossa disposição a mais recente tecnologia para proporcionar água a quem não tem água nem para beber”, disse Martins.

Ao propor a criação de um grupo de trabalho para discutir propostas para desenvolver a produção do semiárido nordestino, o embaixador afirmou que as tecnologias produzidas por Israel de irrigação e uso da água podem ajudar no crescimento do agro brasileiro.

O diretor-geral do Senar, Daniel Carrara, informou que uma das ações do grupo será levar produtores e técnicos para conhecer as tecnologias que podem ser integradas pelos dois países para ajudar no desenvolvimento do Nordeste e gerar rentabilidade ao produtor rural do semiárido. De acordo com Carrara, o encontro entre a ministra e o embaixador foi um importante passo para “institucionalizar a parceria”.

Também participaram do encontro os presidentes das Federações de Agricultura e Pecuária do Amazonas (Faea), Muni Lourenço; da Paraíba (Faepa), Mário Borba; de Pernambuco (Faepe), Pio Guerra; do Rio de Janeiro (Faerj), Rodolfo Tavares; o deputado Arthur Maia (DEM-BA), além de superintendentes e consultores.

Fonte: Mapa

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on skype
Skype
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on email
Email
Share on pocket
Pocket

Posts Relacionados:

Menu

GALERIA DE FOTOS DO INSTAGRAM

Acompanhe e compartilhe:

Fechar Menu
×
×

Carrinho